in

Como instalar aplicativos/programas no Linux (Parte 1)

Aprenda os diferentes tipos de gerenciadores de pacotes e como usá-los.

Como instalar software Linux

Instalar software no Linux nem sempre é uma tarefa simples, porem o intuito deste artigo é ensinar como realizar esta tarefa. Por ser um tópico abrangente, estamos dividindo o artigo em partes, e cada parte conterá as instruções das diversas maneiras de instalar um programa/aplicativo ou driver.

As distribuições Linux utilizam diferentes maneiras de instalar seus pacotes, sejam através de interfaces gráficas ou linhas de comando através do terminal. Fabricantes de placas de vídeo, wifi, som e demais dispositivos criam seus próprios instaladores, que as vezes dificultam o entendimento por parte do usuário que em suam grande maioria não detém conhecimento técnico.

Pacotes e Softwares Linux

O método mais comum de como instalar aplicativos no Linux é através de repositórios de software (um local em que o software é armazenado) usando o que é chamado de gerenciador de pacotes. Todos os aplicativos Linux são distribuídos como pacotes, que nada mais são do que arquivos associados a um sistema de gerenciamento de pacotes. Toda distribuição Linux vem com um sistema de gerenciamento de pacotes, mas eles não são todos iguais.

O que é um sistema de gerenciamento de pacotes?

Um sistema de gerenciamento de pacotes é composto por conjuntos de ferramentas e formatos de arquivo usados juntos para instalar, atualizar e desinstalar aplicativos Linux. Como podemos observar, instalar pacotes e software no Linux não é uma tarefa tão complicada.

Você pode estar se perguntando o que está dentro de um .rpm, .deb ou arquivo .tar. Você pode se surpreender ao saber que nada mais é do que simples arquivos antigos (como .zip) que contêm o código de um aplicativo, instruções sobre como instalá-lo, dependências (em quais outros aplicativos ele pode depender) e onde devem estar os arquivos de configuração. O software que lê e executa todas essas instruções é chamado de gerenciador de pacotes.

Red Hat, CentOS e Fedora

O Red Hat, CentOS e Fedora usam o sistema rpm (arquivos .rpm)

Gentoo Linux

O Gentoo Linux usa um sistema chamado Portage, e o Arch Linux usa nada além de tarballs (arquivos .tar). A principal diferença entre esses sistemas é como eles instalam e mantêm aplicativos e software.

Debian, Ubuntu, Mint e outros

O Debian, Ubuntu, Mint e outras distribuições baseadas no Debian usam arquivos .deb e o sistema dpkg de gerenciamento de pacotes. Existem duas maneiras de instalar aplicativos através deste sistema. Você pode usar o aplicativo apt para instalar a partir de um repositório ou o aplicativo dpkg para instalar aplicativos a partir de arquivos .deb.

Como instalar software / pacote com APT

A instalação de aplicativos usando apt é tão fácil quanto:

sudo apt install nome

A desinstalação de um aplicativo via apttambém é super fácil:

sudo apt remove nome

Para atualizar seus aplicativos instalados, primeiro você precisa atualizar o repositório de aplicativos:

sudo apt update

Depois de concluído, você pode atualizar os aplicativos que precisam ser atualizados com o seguinte:

sudo apt upgrade

E se você quiser atualizar apenas um único aplicativo

sudo apt update nome

Finalmente, digamos que o aplicativo que você deseja instalar não esteja disponível no repositório Debian, mas esteja disponível para downaload do .deb

sudo dpkg -i nome.deb

Como instalar software / pacote com RPM

A Red Hat, por padrão, usa vários sistemas de gerenciamento de pacotes. Esses sistemas, embora usem sua própria terminologia, ainda são muito parecidos entre si e com o usado no Debian. Por exemplo, podemos usar o gerenciador yum ou  dnf para instalar aplicativos.

sudo yum install app_name

Aplicativos no formato .rpm também podem ser instalados com o rpm

sudo rpm -i app_name.rpm

Remover aplicativos indesejados é igualmente fácil.

sudo yum remove app_name

A atualização de aplicativos é igualmente fácil.

yum update
sudo dnf upgrade --refresh

Como você pode ver, instalar, desinstalar e atualizar software e pacotes no Linux a partir da linha de comando não é nada difícil. De fato, depois de se acostumar, você descobrirá que é mais rápido do que usar ferramentas de gerenciamento baseadas em GUI de desktop!

Em breve estaremos disponibilizando as demais partes de darão continuidade a este artigo, porem abaixo segue mais alguns artigos que auxiliarão neste tarefa.

Como instalar o Zoom no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian, CentOS e openSUSE!

Red Hat desenvolve o DNF 5 em substituição ao yum

 

Escrito por Adriano Frare

Escritor do livro Aplicações Avançadas em LINUX com mais de 20 anos trabalhando com LINUX e UNIX.