in

Como instalar o Fast no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian, Manjaro, Arch Linux, KDE Neon, openSUSE, CentOS e Red Hat Enterprise Linux!

Neste tutorial, saiba como como instalar o Fast em várias distribuições Linux, tenha um velocímetro de internet

como-instalar-o-fast-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian-manjaro-arch-linux-kde-neon-opensuse-centos-e-red-hat-enterprise-linux

O Fast é um utilitário para testar sua velocidade de download de internet do terminal mantido pela Netflix, gratuito e que mede a velocidade atual de download e upload da sua conexão com latência em um interface limpa e livre de anúncios. O velocímetro é, sem dúvidas, um dos melhores testadores de rede da atualidade. Saiba como instalar o Fast no Linux.

Caso sua conexão esteja lenta e você acredita que há alguma interferência, ou até mesmo que o pacote de internet contratado não está sendo entregue na íntegra, você poderá usar o Fast para medir a as taxas de download e upload da sua internet e tirar de uma vez por todas essa dúvida de maneira rápida, fácil e segura, e o melhor: livre de qualquer anúncio.

Caso você já tenha utilizado algum site para medir a velocidade da sua internet, certamente, depois de conhecer o Fast, talvez nunca mais precise usar. A interface limpa do Fast atrai os usuários que procuram a simplicidade e rapidez na execução das tarefas. Com ele você tem um dado real em poucos segundos, sem estresse, sem precisar executar comandos ou esperar uma eternidade para visualização dos resultados. Tenha uma excelente experiência utilizado o Fast!

como-instalar-o-fast-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian-manjaro-arch-linux-kde-neon-opensuse-centos-e-red-hat-enterprise-linux

Instalando o Fast no Ubuntu, Kubuntu, Xubuntu e derivados!

Para instalar o Fast no Ubuntu 20.10, Ubuntu 20.04, Ubuntu 19.04, Ubuntu 18.04, Ubuntu 18.10, Ubuntu 16.04 ou superior. Inclusive você também pode instalar o Fast no Linux Mint sem nenhum problema execute o comando abaixo:

sudo snap install fast

Instalando o Fast no KDE Neon

Para instalar o Fast no KDE Neon execute apenas o comando abaixo:

sudo snap install fast

Instalando o Fast no Fedora e derivados!

Para instalar o Fast no Fedora, execute os comandos abaixo. Lembrando que caso você já tenha o suporte ao Snap habilitado no Fedora, pule para o passo 3, o de instalação do pacote:

Passo 1 – Instalar o Snapd:

sudo dnf install snapd

Após executar o comando acima, lembre-se encerrar a sessão ou reiniciar o computador! Em seguida, vamos criar um link simbólico para ativar o suporte ao Snap clássico:

Passo 2 – Criar link simbólico:

sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

E agora, vamos executar o comando para instalar o Fast no Fedora ou derivados:

Passo 3 – Agora vamos executar o comando para instalar o Fast no Fedora ou derivados:

sudo snap install fast

Instalando o Fast no Debian e derivados!

Para instalar o Fast no Debian, execute os comandos abaixo. Caso você já tenha  Snap ativado e habilitado no seu Debian, pule para o passo 2, que seria da instalação:

Passo 1 – Atualizar os repositório e instalar o Snapd:

apt update
apt install snapd

E agora, vamos executar o comando para instalar o Fast no Debian ou derivados. Observe que o comando abaixo está com o sudo, caso você não o tenha habilitado, remova o sudo e instalar usando o ROOT mesmo:

Passo 2 – Agora vamos executar o comando para instalar o Fast no Debian e derivados:

sudo snap install fast

Instalando o Fast no Arch Linux, Manjaro e derivados!

Para instalar o Fast no Arch Linux, Manjaro e derivados, execute os comandos abaixo, caso você já tenha o suporte ao Snap habilitado pule a etapa de ativação do Snap direto para o comando de instalação.

Passo 1 – Ativar o suporte Snap no Arch Linux, Manjaro e derivados:

sudo pacman -S snapd
sudo systemctl enable --now snapd.socket
sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

Passo 2 – Agora vamos executar o comando para instalar o Fast no Arch Linux, Manjaro e derivados:

sudo snap install fast

Instalando o Fast no CentOS e derivados!

Para instalar o Fast no CentOS, execute os comandos abaixo. Vamos utilizar o repositório EPEL. Caso você já tenha o repositório adicionado pule para o passo 2.

Nota:Vale lembrar que uma vez que você adicione o  repositório e habilite o suporte ao Snap no CentOS, você não precisará mais fazer isso sempre que for instalar um pacote Snap.

Passo 1 – Adicionar o repositório de software EPEL ao CentOS:

sudo yum install epel-release

Passo 2 – Instalar o pacote responsável pela compatibilidade com pacotes Snap. Caso você já tenha o suporte habilitado no CentOS para o Snap, pule para o passo 5, o de instalação do Software:

sudo yum install snapd

Passo 3 – Habilitar o serviço no sistema:

sudo systemctl enable --now snapd.socket

Passo 4 – Ativar o suporte ao Snap clássico vamos criar um link simbólico:

sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

Passo 5 – Agora, vamos executar o comando para instalar o Fast no CentOS ou derivados:

sudo snap install fast

Instalando o Fast no openSUSE e derivados!

Para instalar o Fast no openSUSE, execute os comandos abaixo. Vamos utilizar um repositório. Caso você já tenha o suporte ao Snap instalado e habilitado no openSUSE, pule para o passo 5:

Passo 1 – Adicionar repositório:

Para openSUSE 15.0:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.0 snappy

Para openSUSE 15.1:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.1 snappy

Para openSUSE 15.2:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.2 snappy

Para openSUSE 42.3:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_42.3 snappy

Para openSUSE Tumbleweed:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.0 snappy

Nota: Caso você esteja utilizando uma versão diferente das propostas no momento da escrita deste artigo, basta trocar o final do link pela versão correspondente!

Passo 2 – Agora, vamos importar a chave do repositório e em seguida atualizar a nossa fonte de softwares:

sudo zypper --gpg-auto-import-keys refresh
sudo zypper dup --from snappy

Passo 3 – Vamos instalar o Snapd, e em seguida você precisa reiniciar a máquina para poder continuar:

sudo zypper install snapd

Passo 4 – Agora que você reiniciou a sua máquina, vamos habilitar e iniciar o serviço do Snap, a partir de agora, sempre que você precisar instalar um pacote Snap, basta ir direto para o comando de instalação:

sudo systemctl enable snapd
sudo systemctl start snapd

Caso você esteja usando a versão Tumbleweed, execute o comando abaixo:

sudo systemctl enable snapd.apparmor
sudo systemctl start snapd.apparmor

Passo 5 – E por fim, execute o comando de instalação do Fast no openSUSE:

sudo snap install fast

Instalando o Fast no Red Hat Enterprise Linux

Para instalar o Fast no Red Hat Enterprise Linux você precisa executar os comandos abaixo. Note que vamos precisar ativar o suporte Snap no Red Hat Enterprise Linux, então caso você já o tenha feito anteriormente, você pode pular o passo 1.

Passo 1 – Ativar o Snap no Red Hat Enterprise Linux, observe a versão do sistema antes de executar o comando:

Para RHEL 8, execute:

sudo dnf install https://dl.fedoraproject.org/pub/epel/epel-release-latest-8.noarch.rpm sudo dnf upgrade

Para RHEL 7, execute:

sudo subscription-manager repos --enable “rhel-*-optional-rpms” --enable “rhel-*-extras-rpms” sudo yum update
sudo yum install snapd
sudo systemctl enable --now snapd.socket
sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

Passo 2 – Comando para instalar o Fast no Red Hat Enterprise Linux

sudo snap install fast

É isso, esperamos ter ajudado você a instalar o Fast no Linux!

Escrito por Jardeson Márcio

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor substituto na mesma Instituição e assessora a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Meio Ambiente de sua cidade.
Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias.
Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

WebThings Gateway se desvincula da Mozilla e lança versão 1.0

WebThings Gateway se desvincula da Mozilla e lança versão 1.0

Linguagens de programação: Python dispara à medida que Java declina

Linguagens de programação: Python dispara à medida que Java declina