in

Como o software open source dominou o mundo

10.000 linhas de código são adicionadas ao Linux todos os dias!

Como o software open source dominou o mundo
Steve Ballmer, ex-CEO da Microsoft. Foto: Reprodução | Fudzilla.

A CNBC Explores divulgou um documentário de 14 minutos este mês chamado A Ascensão do Software de Código Aberto. Nele, é mostrado como o software open source (código aberto) dominou o mundo.

Ele ressalta que empresas de todos os setores, do Walmart à Exxon Mobile e Verizon, têm seus projetos em código aberto. Até a Microsoft, cujo ex-CEO, Steve Ballmer (na foto do início), chamou o código aberto de “um câncer” mudou completamente seu ponto de vista e agora é vista como uma líder no espaço.

Em 2016, o governo dos EUA até prometeu tornar o código-fonte aberto em pelo menos 20% de todo o seu novo código desenvolvido sob encomenda.

Como o software open source dominou o mundo

Tudo começou na década de 1970, quando Richard Stallman começou a desenvolver o sistema operacional GNU e a liderar o movimento do software livre.

Além disso, o documentário descreve como Linus Torvalds “lançou sem cerimônia” o Linux em 1991 e relata que “na virada do século, NASA, Dell e IBM estavam todos usando-o“.

Uma coisa que a CNBC aponta é que, para os leigos da virada do século, o aumento dessas tecnologias poderia ter passado despercebido. Afinal, quase ninguém rodava o Linux em seus computadores pessoais, e apesar das inúmeras alegações de que “[inserir o ano] será o ano do Linux no desktop”, isso nunca aconteceu.

O mais próximo foi em 2008, quando o Google lançou dispositivos Android, que rodavam em uma versão modificada do Linux.

Como o software open source dominou o mundo
10.000 linhas de código são adicionadas ao Linux todos os dias.

O documentário, em seguida, rastreia o movimento de código aberto até a década atual, inclusive mencionando a aquisição do GitHub pela Microsoft, a aquisição do Red Hat pela IBM e vários modelos de monetização (incluindo o novo programa Patrocinadores do GitHub). Além disso, termina com o narrador chamando o desenvolvimento de código aberto de “a nova norma”.

Por fim, Jim Zemlin, diretor executivo da Linux Foundation, disse à CNBC que 10.000 linhas de código são adicionadas ao Linux todos os dias. Ele acrescentou:

É de longe […] o processo de desenvolvimento de software mais eficaz na história da computação… À medida que a ideia de compartilhar tecnologia e colaborar coletivamente se expande, estamos nos movendo para iniciativas de hardware aberto e iniciativas de compartilhamento de dados. E esse será realmente o futuro.

A complexidade de construir essas tecnologias não está diminuindo, está apenas aumentando. Podemos divulgar essa tecnologia mais rapidamente quando todos trabalham juntos.

Fonte: Fudzilla