in

Conheça o maior chip do mundo: 2,6 trilhões de transistores e 850.000 núcleos

O chip é construído no processo de 7 nm da TSMC.

No ano passado, a empresa Cerebras Systems lançou um chip que era o maior do mundo e o primeiro a apresentar mais de um trilhão de transistores.

Na Hot Chips 2019, a Cerebras exibiu o Wafer Scale Engine (WSE). Construído no processo de 16 nm, o WSE possui 1,2 trilhão de transistores; 400.000 núcleos; 18 GB de memória no chip e consome 15 kW de energia.

Por outro lado, a segunda geração do chip é construída no processo de 7 nm da TSMC e tem incríveis 850.000 núcleos e 2,6 trilhões de transistores.

Conheça o maior chip do mundo

Na Hot Chips deste ano, a Cerebras lançou a segunda geração do WSE. Embora a contagem de núcleos e transistores seja mais do que o dobro de seu antecessor, a empresa se manteve calada sobre a largura de banda, o consumo de energia e a quantidade de memória SRAM embutida no modelo mais recente.

Conheça o maior chip do mundo: 2,6 trilhões de transistores e 850.000 núcleos
A segunda geração do chip é construída no processo de 7 nm da TSMC e tem incríveis 850.000 núcleos e 2,6 trilhões de transistores. Imagem: Cerebras.

Para criar os WSE, a Cerebras usa todo o wafer como um único chip massivo; em vez do método usual de gravar chips individuais em um único wafer. Em suma, ela costura as matrizes no wafer com um tecido de comunicação que permite que funcionem como uma única unidade, contornando as limitações de tamanho do retículo de uma fundição.

Para efeito de comparação, a maior GPU do mundo, a A100 da Nvidia, mede 826 mm quadrados; enquanto o WSE tem 46.225 mm quadrados (a A100 da Nvidia tem “apenas” 54,2 bilhões de transistores).

Conheça o maior chip do mundo: 2,6 trilhões de transistores e 850.000 núcleos
Para criar os WSE, a Cerebras usa todo o wafer como um único chip massivo, em vez do método usual de gravar chips individuais em um único wafer.

Por fim, a Cerebras disse que revelaria mais detalhes sobre o WSE de segunda geração nos próximos meses; acrescentando que o chip está atualmente funcionando em laboratórios.

Fonte: Tech Spot

IBM revela processador Power10 na conferência Hot Chips

Huawei é proibida de usar chips de fabricação estrangeira com tecnologia dos EUA

Check Point descobre mais de 400 vulnerabilidades críticas no chip Qualcomm Snapdragon

Samsung aplica tecnologia de empilhamento 3D em chips de 7 nm