in

Conheça os estudantes brasileiros que estão na final regional da Imagine Cup 2020

Com a solução Like Bee, criada com recursos de inteligência artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT), brasileiros estão na final da etapa da competição na região Americas

conheca-os-estudantes-brasileiros-que-estao-na-final-regional-da-imagine-cup-2020

O vencedor da Imagine Cup 2020, edição Américas, será conhecido hoje, dia 30 de março. Incentivando o uso de soluções inovadoras de tecnologia baseadas na plataforma de nuvem Azure, a Imagine Cup é uma competição global da Microsoft que transforma projetos acadêmicos em startups de sucesso. A equipe Intivity, composta pelos estudantes brasileiros, Davi Coscarelli Ciríaco e Ícaro Andrade Souza Bacelar, está entre as finalistas da etapa regional. Criadores do projeto Like Bee, a dupla é uma das 10 equipes finalistas da competição.

Juntos, os estudantes desenvolveram um serviço que combina análise de dados, com as ferramentas de IA e IoT, para aprimorar o processo de coleta de resíduos recicláveis. O projeto Like Bee trata-se de uma lixeira inteligente, capaz de identificar cada tipo de material descartado, facilitando a coleta seletiva nas cidades.

A viabilização do projeto é baseada em um modelo de negócios voltado à publicidade, no qual empresas podem comprar espaço de anúncios para exposição de suas marcas nas lixeiras. Essas, por sua vez, podem ser instaladas em lojas, shoppings e praças públicas. Cada material identificado pela lixeira é convertido em pontos, que variam de acordo com o tipo de lixo descartado e podem se tornar descontos para os consumidores das empresas parceiras, o que ajuda no maior engajamento. Com objetivo de melhorar a coleta seletiva, o projeto busca garantir o direcionamento correto para os resíduos e diminuir o impacto ambiental.

“Os oceanos ainda estão cheios de materiais não-recicláveis, mesmo com todas as iniciativas que existem contra isso. Um dos motivos para que isso continue ocorrendo é o fato de as pessoas ainda não terem a consciência da importância do pequeno ato de guardar o lixo até encontrar um local para fazer o descarte correto. A lixeira inteligente Like Bee entra como uma solução para esse problema. Nossa intenção é lembrar as pessoas da importância que nossas ações individuais podem ter”, conta Ícaro, explicando.

Esta é a segunda vez que a equipe participa da competição. Por já conhecerem seu formato, Davi acredita ter incorporado no Like Bee as lições da outra edição que podem garantir um destaque em 2020. “Tivemos a oportunidade de receber treinamento e mentoria nos dois anos anteriores, o que nos deu um apoio importante para aprimorar nosso projeto. As recomendações foram úteis para melhorar nosso modelo de negócios e também os modelos de reconhecimento de materiais, usando AI e IoT”, comenta.

Nascidos em Minas Gerais, nas cidades de Belo Horizonte e Ipatinga, respectivamente, Davi e Ícaro estudam atualmente no colégio, Farias Brito, em Fortaleza, CE, onde foram convidados a estudar com bolsa integral pelo desempenho escolar. “Empreender é muito difícil em qualquer lugar e o primeiro passo é o maior desafio. Em Fortaleza, já vivenciamos um ambiente de empreendedorismo rico, mas ter uma empresa como a Microsoft reconhecendo que o projeto tem valor e que pode ter impacto é um grande incentivo para continuarmos”, comenta Ícaro.

Dicas para a competição

“Para estudantes que, como nós, têm vontade de empreender, é importante saber que a Imagine Cup é uma competição basicamente de tecnologia, então, é interessante ter conhecimento em IoT e IA que são a base para o desenvolvimento de projetos inovadores hoje em dia”, explica Davi. Ícaro complementa dizendo que tentar é o maior pré-requisito. “Tente como se tivesse certeza que vai dar certo. Se você tem uma causa de impacto positivo na sociedade, se prepare bastante e não deixe que digam que você não é capaz”, afirma.

O vencedor da regional Américas participará da final Mundial. O ganhador da Imagine Cup receberá um prêmio de US$ 100 mil em dinheiro e uma sessão de mentoria privada com o CEO da Microsoft, Satya Nadella.

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.