in

Controle de qualidade do Fedora não precisa mais testar a mídia física de CD e DVD

Isso fazia parte de seu processo formal de lançamento.

Fedora 34 deve ficar mais lento para aumentar ainda mais a segurança

A reunião do Comitê de Engenharia e Direção do Fedora (FESCo) ocorrida na segunda-feira (06/01) aprovou mais mudanças para o lançamento deste início de ano da nova versão do Fedora 32. A principal delas é que o controle de qualidade do Fedora não precisa mais testar a mídia física de CD e DVD.

Este foi o principal assunto debatido na reunião da FESCo. A grande questão era saber se os problemas de instalação de mídia física em CD e DVD deveriam ser considerados erros de bloqueio. Basicamente, é uma questão de saber se os problemas de CD/DVD do Fedora devem atrasar os lançamentos ao reconhecer que a maioria dos usuários hoje em dia usa a mídia de instalação através de unidades flash USB e similares, não recorrendo mais à gravação de imagens de DVD.

Controle de qualidade do Fedora não precisa mais testar a mídia física de CD e DVD

Controle de qualidade do Fedora não precisa mais testar a mídia física de CD e DVD

O FESCo parou de eliminar os problemas de mídia física como bugs de bloqueador, portanto, pelo menos para o Fedora 32, se houver algum problema de CD e DVD para a mídia de instalação, ele ainda pode conter o lançamento. No entanto, a FESCo decidiu que a equipe de garantia da qualidade (QA) não precisa mais testar e relatar na mídia física como parte dos critérios formais de liberação. Esta era uma decisão esperada pelo menos desde o final do ano passado.

Logo, além de qualquer pessoa na equipe de controle de qualidade do Fedora que seja apaixonada pela mídia física e continue testando-a como parte de seu trabalho, quaisquer bugs, por sua vez, deverão ser apresentados pela comunidade que afeta a mídia de CD e DVD.

Enquanto isso, os votos via FESCo para o Fedora 32 aprovaram:

o Ruby 2.7 e o LLVM/Clang 10 para a próxima versão do Fedora, que deve ser lançada em abril. Da mesma forma, já está aprovado para o Fedora 33 o novo Python 3.9.

Fonte: Phoronix

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.