in

Desenvolvedor que inspirou o Windows Package Manager tem trabalho reconhecido pela Microsoft

Ele havia acusado a empresa de clonar seu AppGet sem dar os devidos créditos.

Desenvolvedor que inspirou o Windows Package Manager tem trabalho reconhecido pela Microsoft

A Microsoft parece que chegou a um acordo com o criador do AppGet que inspirou o Windows Package Manager, mais conhecido por Winget. O desenvolvedor havia criticado a empresa por ter se apropriado de sua ideia sem dar os devidos créditos. Para tentar reverter todo mal estar causado, a Microsoft garante que o desenvolvedor que inspirou o Windows Package Manager receberá o crédito oficial de sua criação.

O Gerenciador de Pacotes do Windows WinGet apareceu nas manchetes por um motivo indesejado. De acordo com o desenvolvedor do AppGet, Keivan Beigi (@kayone), a ideia central e alguns recursos do WinGet foram inspirados por sua criação. Além disso, ele afirma que os devidos créditos não foram dados.

Desenvolvedor que inspirou o Windows Package Manager tem trabalho reconhecido pela Microsoft

Desenvolvedor que inspirou o Windows Package Manager tem trabalho reconhecido pela Microsoft

A Microsoft anunciou publicamente que entrou em contato com Beigi sobre uma possível contratação. Uma postagem no blog foi feita pelo gerente de programa da Microsoft, Andrew Clinick, que também comandou o processo de entrevista no ano passado.

Ele lista alguns dos recursos específicos do AppGet que a Microsoft adotou, embora usando uma escolha indireta de palavras.

Há uma série de qualidades no AppGet que realmente nos ajudaram a obter uma melhor direção do produto para o WinGet, diz o post do blog.

A lista inclui recursos como atualizações contínuas para aplicativos no repositório. Isso o leva a suportar todos os tipos de instaladores de aplicativos Windows. Da mesma forma, há a definição de manifesto avançada no GitHub e nenhum script durante a instalação.

A Microsoft adicionará todos os créditos devidos em uma atualização futura ao repositório do Windows Package Manager, onde o nome de Beigi aparecerá na seção read.me.

Ainda sem posicionamento

Beigi ainda não comentou a postagem do blog, pois está atualmente em discussão com a Clinick e, provavelmente, eles terão algo a compartilhar, escreveu ele no GitHub.

Existem algumas áreas em que Andrew e eu estamos discutindo, espero que tenhamos algo para compartilhar com vocês em breve.

No mesmo segmento do GitHub, o Clinick admitiu que a comunicação foi tratada incorretamente e pediu desculpas por não enviar um e-mail pessoal após a entrevista.

Beigi também escreveu que não quer ser inimigo do WinGet. Tampouco pretende “arruinar um produto com potencial para fazer o bem, por causa de alguma vingança pessoal”.

Lembre-se de que provavelmente há muitas pessoas envolvidas neste projeto que não faziam ideia do que está acontecendo e estavam apenas  realizando o trabalho e fazendo o melhor possível, acrescentou.

Além disso, o desenvolvedor anunciou anteriormente que interromperá o AppGet a partir de 1º de agosto. Resta ver o que acontece com o gerenciador de pacotes que está atualmente em modo de manutenção.

Fossbytes

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Google Chrome vai tornar o recurso "Reabrir aba fechada" quase instantâneo

Google Chrome para PCs testa solicitações de permissão menos irritantes

Google lança Android 11 Developer Preview para Android TV

Este papel de parede irá travar seu telefone Android!