in

Devs detalham suporte para 32 bits no Ubuntu 19.10

Serão mantidos somente pacotes considerados importantes e que haja demanda para eles.

Devs detalham suporte para 32 bits no Ubuntu 19.10

Os desenvolvedores do Ubuntu detalharam o processo pelo qual a compatibilidade de aplicativos e bibliotecas de 32 bits será mantida no Ubuntu 19.10 e superior. Isso ocorre depois de toda a polêmica em torno do fim do suporte a 32 bits. Assim, os Devs detalham suporte para 32 bits no Ubuntu 19.10.

Você deve se lembrar que o Ubuntu planejava abandonar completamente o arquivo de 32 bits no Ubuntu 19.10. Esse processo foi revertido depois de muitas reclamações de usuários ao redor do mundo.

Empresas e usuários reclamaram

Devs detalham suporte para 32 bits no Ubuntu 19.10

Na verdade, não apenas usuários, mas empresas de grande porte como a Valve e o Wine regiram de forma contrária à decisão. Além disso, é preciso reforçar que esses planos já eram de conhecimento público há algum tempo. No entanto, o movimento foi suficiente para que a Canonical repensasse parcialmente o fim desse suporte. 

O plano não é manter todo o arquivo morto de 32 bits, a partir da versão do Ubuntu 9.10 e em diante, mas mudar para manter os pacotes mais populares, as bibliotecas frequentemente usadas e as dependências críticas.

Devs detalham suporte para 32 bits no Ubuntu 19.10

E são estes os pacotes que Steve Langasek, da Canonical, lista que os desenvolvedores do Ubuntu

se comprometerão a levar para a versão 20.04 em paridade com a amd64. Com base no nosso compromisso de continuar a oferecer suporte ao espaço de usuário i386 no Ubuntu, montamos uma lista de pacotes para os quais fomos capazes de determinar a demanda do usuário, escreveu ele em uma atualização sobre o suporte de 32 bits no Ubuntu.

Para compilar uma lista de “keepers”, os desenvolvedores do Ubuntu executaram o seguinte:

join -j1 -v1 <(sed -n -e’s/^Package: //p’ /var/lib/apt/lists/archive.ubuntu.com_ubuntu_dists_eoan_binary-i386_Packages | sort -u) <(sed -n -e’s/^Package: //p’ /var/lib/apt/lists/archive.ubuntu.com_ubuntu_dists_eoan_binary-amd64_Packages | sort -u) | grep -vE ‘^lib64|amd64$|linux-gnu|ia32$|signed-template$|mkl|sse|^strace64$|^xserver-xorg’

Este [comando] nos fornece uma lista de 52 pacotes binários somente para i386, incluindo alguns conhecidos, como Wine e Steam, observa Langasek.

Foram adicionados mais 43 tempos de execução e ‘dependências dos programas de 32 bits conhecidos por nós’, resultando em uma rede de captura bastante abrangente de facilitadores de compatibilidade.

E sim, software como steamfenixwine32, e zsnesestá entre os pacotes de 199 fonte e dependências que devs Ubuntu dizem que vão manter no Ubuntu 19.10 e sobre a 20.04 LTS.

Qualquer coisa que seja essencial nas bibliotecas ausentes da lista pode ser sinalizada para inclusão no tópico do fórum.

O que isso significa?

Portanto, o resumo deste anúncio é o seguinte: os aplicativos, drivers e utilitários mais populares de Linux de 32 bits continuarão funcionando no Ubuntu de 64 bits da mesma maneira que agora.

O Steam suportará o Ubuntu 19.10. Os aplicativos do Wine funcionarão no Ubuntu 19.10. Praticamente qualquer coisa vital em que você confie continuará funcionando.

O Ubuntu está simplesmente se livrando do fardo de manter os pacotes libfoo32-que (virtualmente) ninguém usa.

Fonte: OMG Ubuntu

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

wi-fi-publica-quais-os-riscos-e-como-se-proteger

Wi-fi pública: quais os riscos e como se proteger

Kernel 5.4 será mais compatível com jogos Windows

Kernel 5.4 será mais compatível com jogos Windows