Distribuição Linux Zorin OS 16 Pro ganha cara do ‘Windows 11’

Claylson Martins
6 minutos de leitura

Quem busca um sistema operacional diferente mas que ao mesmo tempo lembre vários aspectos do Windows, acaba de ganhar uma alternativa leve, prática e bonita. A distribuição Linux Zorin OS 16 Pro acaba de ser lançada com desktop ‘Windows 11’ opcional. No entanto, a versão final do sistema que é pago e custa 39 dólares só deve sair mesmo na semana que vem. Nada que impeça de conhecermos os novos recursos e principalmente a aparência dele com o Windows 11. Importante frisar que há opções gratuitas da distribuição. Veja as novidades da distribuição Linux Zorin OS 16 Pro que chega dia 17 próximo.

O Zorin OS é uma das poucas distribuições Linux comerciais que visam ser alternativas amigáveis ??ao Windows e Mac. O sistema operacional é de código aberto e o preço é baseado em um modelo freemium, com edições Core, Lite e Education gratuitas, e uma edição Pro paga (anteriormente chamada de Ultimate).

A edição Pro adiciona “layouts de desktop premium”, baseados em macOS, Gnome e Ubuntu, enquanto as outras edições são semelhantes ao Windows. A edição Pro também inclui aplicativos comerciais e de mídia adicionais, jogos e, talvez mais significativamente, suporte à instalação do Zorin.

Ciente de que os usuários podem instalar o que quiserem até nas edições gratuitas, o Zorin tem um artigo “por que pagar” que lança o pagamento como forma de apoiar o projeto. A nova edição Pro custará o mesmo que Ultimate e estará disponível a partir de 17 de agosto.

Distribuição Linux Zorin OS 16 Pro lançada com desktop ‘Windows 11’ opcional

Distribuição Linux Zorin OS 16 Pro ganha cara do 'Windows 11'

O Zorin 16 é baseado no Ubuntu 20.04, a razão é que a empresa prefere ficar com as versões LTS (suporte de longo prazo). “A razão por trás de basearmos nas versões LTS é que estamos tentando fazer um sistema operacional que seja simples de gerenciar, configurar e esquecer, e também realmente estável. Isso supera todos os outros recursos de ponta que você encontra nestes mais lançamentos do Ubuntu de curta duração”, disse o CEO e co-fundador do Zorin, Artyom Zorin, ao The Register.

O que é realmente novo no Zorin 16, visto que o Zorin 15 também é baseado no Ubuntu 20.04?

O Zorin aponta para seus layouts de desktop premium, incluindo o novo sabor do Windows 11, bem como aplicativos novos e atualizados fora da caixa. Instalamos o release candidate e encontramos aplicativos incluindo Blender, FreeCAD, GIMP e Inkscape para gráficos, Evolution para e-mail, LibreOffice para produtividade e Ardour, Audacity, OBS Studio, VLC e HandBrake para multimídia.

Zorin também tem o Xournal ++ para notas e Barrier para suporte a vários dispositivos. O Barrier é um aplicativo que permite o compartilhamento de mouse, teclado e área de transferência entre diferentes dispositivos e sistemas operacionais.

O que há de realmente novo, visto que os usuários do Zorin 15 também podem instalar esses aplicativos gratuitos e de código aberto? “Tivemos muitas melhorias na qualidade de vida em todo o sistema”, disse o cofundador. “Funciona muito mais rápido do que o Zorin OS 15, há gestos de touchpad que não estavam disponíveis antes, como padrão. Também há melhorias menores em todo o sistema, uma aparência de desktop e tema mais refinados.” Existem também alguns backports para o Ubuntu 20.04, como o GNOME Shell 3.38, “que tem muitas melhorias de desempenho e segurança”, acrescentou.

Escolher um layout é simples usando o aplicativo Appearance

Distribuição Linux Zorin OS 16 Pro ganha cara do 'Windows 11'

Parece uma filosofia semelhante ao Linux Mint, também baseado nas edições LTS do Ubuntu. Qual é a principal diferença? “O Mint é mais voltado para usuários entusiastas”, diz Zorin. “Em nosso caso, estamos tentando nos concentrar não apenas nos entusiastas, mas também nos novos usuários, usuários com menos inclinação técnica, e torná-la uma experiência coesa e bem projetada que será mais fácil de usar.”

Também há maior facilidade para instalação de jogos e aplicativos do Windows via Wine.

Outro exemplo do sistema tentando ser útil é que, embora o LibreOffice esteja pré-instalado, há também um plug para OnlyOffice, outro produto de código aberto que, ao contrário do LibreOffice, é baseado nos formatos de documento XML da Microsoft. Isso deve melhorar a compatibilidade.

Sobre a empresa

A Zorin (a empresa) é pequena. Com sede na Irlanda, “foi iniciado por meu irmão Kyrill e eu originalmente como um projeto de ciências na escola. Desenvolveu-se mais à medida que a comunidade crescia, se tornando um negócio”, disse Zorin. “A equipe de tempo integral é meu irmão e eu, e também contratamos pessoas em uma base ad-hoc. Queremos expandir a equipe de tempo integral da empresa no próximo ano.”

Zorin disse no ano passado que a versão 15 foi baixada mais de 1,7 milhão de vezes, provando pelo menos que esta pequena empresa atraiu muito interesse. No entanto, a maioria desses downloads são tr-youts ou usuários gratuitos.

Há algo mais vindo, porém. O Zorin Grid, um sistema para gerenciar uma frota de desktops centralmente, que é “um espaço que realmente falta no Linux”.

“Houve alguns atrasos. Anunciamos o Zorin Grid em janeiro de 2020 e o mundo mudou muito desde então, e decidimos que, para torná-lo mais fácil de gerenciar para organizações remotas, havia algumas partes que precisariam ser repensadas”, disse ele. “Esperamos lançar no primeiro trimestre de 2022.”

Via The Register

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.