in

Edge Chromium será fornecido via Windows Update

A partir de 15 de janeiro de 2020, a Microsoft entregará o novo navegador Edge baseado em Chromium automaticamente aos usuários do Windows 10 via Windows Update, a menos que seu Edge Blocker Toolkit seja aplicado.

Edge Chromium será fornecido via Windows Update

E a Microsoft se prepara para ‘empurrar’ o novo Edge Chromium no Windows 10 via Windows Update. Será quase obrigatório, a menos que você ative o Edge Blocker Toolkit. A informação é de funcionários da Microsoft. Eles confirmaram que o navegador será fornecido automaticamente no sistema a partir de 15 de janeiro de 2020. Eles também disseram no início de novembro que o novo Edge será fornecido com o Windows 10 logo após a data de disponibilidade geral, embora isso aconteça de maneira escalonada, por fases. Em relação ao Linux, não há uma data fechada ainda.

Edge Chromium será fornecido via Windows Update

Edge Chromium será fornecido via Windows Update

Nesta semana, os Redmondians estão fornecendo links para mais detalhes sobre o lançamento do Edge para o Windows 10.

No entanto, a versão do Edge baseada no Chromium não estará vinculada aos lançamentos do sistema operacional Windows, como disseram os responsáveis. A Microsoft disponibilizará o novo Edge automaticamente via Windows Update para todos os PCs que já executam o Windows 10 1709 ou mais recente.

A documentação do Microsoft Edge observa:

A próxima versão do Microsoft Edge apresenta recursos de atualização mais frequentes e flexíveis. Como as versões do navegador não estão vinculadas às versões principais do Windows, serão feitas alterações no sistema operacional para garantir que a próxima versão do Microsoft Edge se encaixe perfeitamente no Windows. Como resultado, as atualizações de recursos serão lançadas em um ciclo de 6 semanas (aproximadamente.) As atualizações de segurança e compatibilidade serão enviadas conforme necessário.

Quando o novo Edge for instalado e as atualizações – já disponíveis e detalhadas na documentação do Edge para cada atualização de recurso – são feitas nas variantes do Windows 10, a migração automática de menu, blocos e atalhos migrará do Legacy Edge para o novo Edge.

Não quer atualizar o Edge Chromium via Windows Update? Block nele!

A Microsoft também está disponibilizando um Blocker Toolkit para o novo Edge para empresas que desejam bloquear a implantação automática do novo Edge, conforme relatado pelo ghacks.net. (O kit de ferramentas também pode ser executado nos sistemas Windows 10 Home pelos administradores.) O Blocker Toolkit não bloqueará a instalação manual do novo Edge baseado no Chromium.

Extensões

A Microsoft abriu oficialmente a nova loja Microsoft Edge Addons para envios a todos os desenvolvedores em 16 de dezembro. Os desenvolvedores podem enviar extensões por meio do Painel do desenvolvedor do Partner Center.

Como os executivos da Microsoft disseram anteriormente, na maioria dos casos, as extensões criadas para o Chromium devem funcionar sem nenhuma modificação no novo Edge. A Microsoft não aceitará mais novas extensões para o Microsoft Legacy Edge existente após 17 de dezembro de 2019. Porém, continuará aceitando atualizações para extensões existentes do Microsoft Edge Legacy. A empresa compromete-se a migrar as extensões dos usuários do Legacy Edge quando atualizarem para o novo Edge a partir de 15 de janeiro, mas as extensões só serão migradas se já estiverem disponíveis na loja Microsoft Edge Addons no momento da mudança para o novo navegador.

Histórico

A Microsoft anunciou no final de 2018 que estava criando uma nova versão do Edge usando o Chromium  combinado com alguns componentes atuais do Edge. Tudo em nome de fornecer uma maior compatibilidade de navegação na web. A Microsoft está usando a tecnologia de renderização Chromium Blink subjacente, mas está  substituindo alguns serviços Chromium por equivalentes da Microsoft .

O Chromium é uma implementação de navegador de código aberto  usada como base por vários desenvolvedores de navegadores, incluindo o Google (com seu navegador proprietário do Chrome), Vivaldi, Opera, Yandex, Brave e muito mais. Simultaneamente ao lançamento do Chrome em 2008, o Google lançou a maior parte do código do Chrome de forma aberta, dando origem ao  Chromium no processo.

Nos meses seguintes, a Microsoft disponibilizou as versões de teste Canary, Developer e Beta do novo Edge disponíveis para usuários do Windows 7, 8.1, 10 e macOS. A Microsoft também está trabalhando em uma versão habilitada para ARM 64 do Chromium Edge. Além disso, uma versão Linux também deve estrear em breve.

Fonte: ZDNet

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Linux Mint 20 "Ulyana" tem como base o Ubuntu 20.04 LTS

Linux Mint 19.3 “Tricia” disponível para download

Intel compra fabricante de chips Habana Labs

Intel compra fabricante de chips Habana Labs