in

EUA diz ter evidências de que a Huawei consegue espionar redes móveis

Autoridades dizem que o equipamento da Huawei permite que a empresa acesse essas redes sem o conhecimento da operadora.

Os EUA há muito tempo insistem que a Huawei consegue espionar as redes móveis que ajuda a construir em todo o mundo através de backdoors. Agora, as autoridades de segurança nacional dizem ter provas disso e forneceram detalhes ao Reino Unido e à Alemanha.

O consultor de segurança nacional dos EUA, Robert O’Brien, disse ao Wall Street Journal:

Temos evidências de que a Huawei tem capacidade secreta de acessar informações confidenciais e pessoais nos sistemas que a empresa mantém e vende em todo o mundo.

Será que a Huawei consegue espionar redes móveis?

Em maio do ano passado, o presidente Trump, citando uma ameaça à segurança nacional, adicionou a Huawei a uma lista de entidades que proibia efetivamente as empresas americanas de fazer negócios com a empresa chinesa. Mas as alegações de espionagem voltaram anos atrás. Desta vez, com autoridades alegando que estavam cientes do acesso da Huawei às backdoors “desde 2009 nos primeiros equipamentos 4G”.

Os EUA disseram que não precisam mostrar provas de que a Huawei pode acessar as redes e ainda não estão revelando as evidências, embora tenham sido compartilhadas com outros países. O Journal escreveu:

Os EUA mantiveram a informação altamente restrita até o final do ano passado, quando autoridades americanas forneceram detalhes a aliados, incluindo o Reino Unido e a Alemanha, de acordo com autoridades dos três países.

EUA diz ter evidências de que a Huawei consegue espionar redes móveis
Equipamento de telefonia móvel. Imagem: Reprodução | Tech Spot.

Acesso somente com permissão

Observou-se que os fabricantes que vendem equipamentos de telecomunicações para operadoras devem incluir backdoors para que as autoridades acessem a rede para fins legais. Todavia, eles “também são obrigados a construir equipamentos de forma que o fabricante não possa ter acesso sem o consentimento do operador da rede”, acrescentou o Journal. Autoridades dizem que o equipamento da Huawei permite que a empresa acesse essas redes sem o conhecimento da operadora.

Um oficial disse:

A Huawei não divulga esse acesso secreto aos seus clientes locais ou às agências de segurança nacional do país anfitrião.

A Alemanha e o Reino Unido foram avisados pelos EUA de que o país reteria informações de inteligência dos países que usassem o equipamento da Huawei em suas redes 5G. Mas no mês passado, o governo do Reino Unido anunciou que permitiria à empresa construir partes da infraestrutura 5G da Grã-Bretanha, embora com algumas restrições.

A Huawei, é claro, negou as novas alegações. Um funcionário da empresa disse:

Nenhum funcionário da Huawei tem permissão para acessar a rede sem a aprovação explícita da operadora.

Fonte: Tech Spot