in

Fedora 34 deve oferecer pacotes de desktop LXQt 0.16

Veja outras novidades previstas para a próxima versão do Fedora.

Fedora 34 deve oferecer pacotes de desktop LXQt 0.16

Outra grande mudança para o Fedora 34 é assinar arquivos individuais dentro de pacotes RPM. As assinaturas usarão a Linux Integrity Measurement Architecture (IMA). Então, servem para impor políticas de tempo de execução permitindo apenas a execução de arquivos confiáveis.

A proposta é assinar todos os arquivos dentro dos RPMs do Fedora com IMA. As assinaturas ocorrem usando uma chave da equipe de Infraestrutura do Fedora.

Aproveitando a arquitetura de medição de integridade do Linux, as políticas IMA podem ser de usuários e administradores interessados. Por exemplo, permitir que o sistema execute apenas arquivos “confiáveis” ou outras políticas de segurança semelhantes.

Mais detalhes sobre este plano para assinar o conteúdo em RPMs do Fedora começando com Fedora 34 podem ser encontrados no Wiki do Projeto Fedora. O Comitê de Engenharia e Direção do Fedora ainda precisa revisar esta proposta. A alteração corre risco de ficar para o final do ano, com o Fedora 35.

Fedora 34 planeja pacotes de desktop LXQt 0.16

Fedora 34 deve oferecer pacotes de desktop LXQt 0.16

Mantendo a tradição do Fedora de oferecer os pacotes de software de código aberto mais recentes, a proposta agora foi atualizar seus pacotes de desktop LXQt leves contra o novo LXQt 0.16.

Em novembro, houve o lançamento do LXQt 0.16 composto principalmente de correções de bugs. Por outro lado, também há melhorias de configuração, gerenciamento de trabalho de gerenciamento de energia, suporte para extrair RPMs, novos temas e outras alterações principalmente pequenas.

Uma proposta foi apresentada para atualizar os pacotes LXQt existentes no Fedora em relação ao LXQt 0.16 para F34. Sem surpresas reais ou algo assim, mas apenas bom saber se você é um fã deste desktop leve nascido do LXDE + Razor-qt.

O desktop padrão do Fedora Workstation 34 está programado para ser o GNOME 40 no Wayland, mas todas as opções de desktop X11/Wayland comuns permanecem disponíveis.

Fedora 34 vai ajustar a configuração padrão do zRAM

No ano passado, com o Fedora 33, o zRAM já surge por padrão. A configuração era que usar um drive zRAM compactado para espaço de troca leva a um melhor desempenho e, por sua vez, a uma melhor experiência do usuário. Alguns spins do Fedora usam swap-on-zRAM por padrão, retrocedendo muitas versões. Porém, desde F33 o uso ocorre para todos os spins. Agora, com o Fedora 34, a configuração possui mais refinamentos.

Com o Fedora 33, a configuração zRAM tem limite de 0,5 fração de RAM ou 4 GB, o que for menor. Por outro lado, no Fedora 34, a fração zram será 1.0 e o tamanho máximo zRAM é de 8GiB.

A proposta de mudança descreve o plano:

O Fedora 33 habilita zram por padrão. O tamanho dos dispositivos de troca virtual ocorre de forma que a quantidade de memória para páginas de troca compactas tenha limite de um quarto da memória física. Esse tamanho agora aumenta para metade da memória física. Assim, temos zram-fração torna-se 1,0, max-zram-size torna-se 8 GiB. Isso permite que sistemas com pequenas quantidades iniciem com sucesso o instalador Anaconda e outros programas.

Isso em particular deve ajudar a experiência do Fedora 34 para sistemas com quantidades mínimas de RAM. O Fedora 34 em sistemas com pequenas quantidades de RAM também deve se beneficiar do plano para habilitar o systemd-oomd por padrão.

 

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Criteo: Conheça a tecnologia por trás dos anúncios e o compromisso da empresa com as novas legislações de proteção de dados

Ubuntu corrige falhas em drivers gráficos NVIDIA

Ubuntu corrige falhas em drivers gráficos NVIDIA