in

Firefox continua a ser a única alternativa válida para navegadores Chromium

A Mozilla não ficou muito animada com a Microsoft adotando o Chromium.

Firefox lançará 'particionamento de rede' como uma nova defesa anti-rastreamento

O navegador Firefox permaneceu mais ou menos sozinho na luta contra o exército de navegadores Chromium. Apesar de cair no terceiro lugar em termos de participação no mercado de navegadores, cada atualização traz mais e mais melhorias.

A Mozilla não ficou muito animada com a Microsoft desistindo do EdgeHTML e adotando o Chromium (o mecanismo que também alimenta o Google Chrome).

Firefox: a única alternativa válida para navegadores Chromium

Chris Beard, da Mozilla, disse:

A Microsoft está oficialmente desistindo de uma plataforma compartilhada independente para a internet. Ao adotar o Chromium, a Microsoft passa o controle de ainda mais da vida online para o Google.

Tornar o Google mais poderoso é arriscado em muitas frentes. E uma grande parte da resposta depende do que fazem os desenvolvedores web e empresas que criam serviços e sites. Se um produto como o Chromium tiver participação de mercado suficiente, será mais fácil para os desenvolvedores web e empresas decidirem não se preocupar se seus serviços e sites funcionarem com algo diferente do Chromium. Foi o que aconteceu quando a Microsoft tinha o monopólio dos navegadores no início de 2000, antes do Firefox ser lançado. E pode acontecer de novo.

Firefox continua a ser a única alternativa válida para navegadores Chromium
A Mozilla não ficou muito animada com a Microsoft desistindo do EdgeHTML e adotando o Chromium.

A migração para o Chromium de fato melhorou a adoção do Microsoft Edge, com a Mozilla perdendo o segundo lugar em participação no mercado global e caindo para o terceiro lugar.

Mas, apesar dessa mudança, as coisas realmente melhoraram para os usuários do Firefox. A Mozilla agora está lançando grandes atualizações para o Firefox a cada quatro semanas como parte de uma abordagem que foi adotada no início deste ano; portanto, as melhorias chegam em um ritmo muito mais rápido.

E, de alguma forma, a Mozilla ainda encontra tempo para focar no desempenho do navegador; a versão 83 é a prova viva, pois vem com melhorias notáveis de velocidade.

Softpedia

Mozilla abre consulta pública antes do lançamento mundial do Firefox DoH

Firefox 84 promete finalmente ativar o WebRender por padrão no Linux

Suporte do Firefox para Flash termina em 26 de janeiro