in

GNOME busca experiência mais rápida em 4K

Os trabalhos devem ficar prontos para o GNOME 3.38.

O desenvolvedor Daniel Van Vugt, da Canonical, está envolvido há várias semanas na otimização do GNOME para uma experiência 4K mais rápida. Isso deve ocorrer principalmente ao usar gráficos Intel. No entanto, muitas dessas otimizações também se aplicam a outras GPUs e resoluções. Na semana passada, ele anunciou que vem trabalhando em mais otimizações.

Ao longo do tempo são várias as otimizações significativas de desempenho de Daniel. Ao que parece, não faltou trabalho a ser realizado em diversas áreas relacionadas. Como parte de sua atualização de status dos relatórios semanais da equipe de desktop do Ubuntu, Daniel observou: “Progresso contínuo para tornar o 4K (ou qualquer resolução) mais rápido e suave…

Algumas das novas otimizações nas quais ele vem trabalhando na semana passada incluem a configuração do Mutter para em relação aos chamados ‘cull actors’ que não funcionam como poderiam. Isso pode levar a uma redução de mais de 10% no tempo de renderização e potencialmente aumentar outras áreas também.

GNOME busca experiência mais rápida em 4K

GNOME busca experiência mais rápida em 4K

 

Evitar a repetição da maior parte do papel de parede leva a uma redução de aproximadamente 10% no uso de energia da GPU. Pelo menos foi isso o constatado com o hardware Intel, além de reduzir o tempo de renderização. O comportamento atual na área de visualização geral estava comprometendo a quase todos os pixels que precisavam ser ativados.

Uma otimização de troca de espaço de trabalho também pode reduzir o tempo de renderização durante o processo de troca em mais de 20%. E ele ainda está trabalhando em outro código do GNOME, que tem por objetivo justamente dar uma grande melhorada no desempenho no ambiente.

Então, todo esse processo de mudanças e otimizações deve estar pronto para o novo GNOME 3.38, cuja estreia é prevista para o segundo semestre deste ano. Assim, até lá, mais precisamente em setembro, podemos esperar grandes melhorias na execução de muitos monitores 4K com o GNOME. Esse ambiente deve ser usado por padrão no Ubuntu 20.10. Além disso, há também aprimoramentos do GNOME em relação ao Wayland.