Google Chrome está simplificando as coisas. Até que ponto isso é bom?
Página inicial do google

Segundo o Google, a atualização que o Google Chrome recebeu de aniversário de dez anos foi o maior pacote de alterações já feitas no navegador, implementando mudanças significativas no design, funcionalidades e forma como tudo corre. Disto falando das seguintes melhorias:

  • Repaginada no design;
  • Importantes implementações de segurança;
  • Melhorias no motor de buscas;
  • Melhor gerenciamento no consumo de recursos(Obrigado, minha RAM agradece).

E todas essas mudanças ajudam a reforçar e manter a liderança e a enorme influência do navegador em relação a todos os seus concorrentes.

Inovações do Google Chrome

Google logo

Uma velha batalha que o Google trava é contra uma das bases da internet e resquícios do primeiro padrão, a web 1.0, que são as URL’s. Em uma entrevista à Wired que pode ser lida de forma completa aqui, Adrienne Porter Felt que é  gerente de engenharia de segurança do Google Chrome disse o seguinte:

“As pessoas possuem grandes dificuldades em entender as URL’s… elas são difíceis de ler, é complicado para elas identificar em quais segmentos elas devem confiar e no geral, eu não acredito que elas sejam a melhor forma de identificar um site. Nós queremos seguir em direção a um ponto onde a identidade na web seja algo compreensível por todos — que os usuários saibam com quem estão falando quando entram num site e que eles possam racionalizar se confiam ou não neles. Isso exige mudanças profundas em como e quando o Chrome exibe URL’s”

O desejo por modificar completamente como as URL’s funcionam fez com que em 2014 houvesse uma tentativa do Google. Deste modo, a empresa tentou implementar um método para esconder completamente as URL’s. Além disso, transformava a barra de endereços em uma eterna barra de busca. Foi chamado de “Origin chips“.

Essa iniciativa buscava melhorar a segurança e uma forma sútil de direcionar o fluxo de pesquisas para buscador da empresa. Porém, o recurso não obteve uma boa aceitação e as alterações foram revertidas.

Mudanças avaliadas há tempos

Há anos os profissionais e acadêmicos da área buscam mudanças. Tudo isso a fim de aumentar a segurança e facilitar a acessibilidade e uso das URL’s. Porém sem chegar a algum sucesso ou consenso. Assim, mesmo que a URL seja uma herança da internet 1.0, que ao longo dos anos pouco mudou, ainda não conseguimos criar outro método de acesso que seja suficientemente seguro e confiável para essa missão. Acredito que não conseguiremos fazer isso até que modifiquemos básica e totalmente a forma como interagimos com a internet hoje.

O preço da comodidade realmente vale?

Nesta empreitada, o Google tenta reinventar uma das ”rodas” da Internet. Contudo, ttalvez não esteja considerando o fator ”mundo real” na equação.

Além disso, existem ainda muitas pessoas que não se interessam ou ainda consideram a internet uma área aquém da realidade cotidiana. Portanto, não valorizam devidamente todas as questões relacionadas ao tema. Quando dizem isso, muitas vezes alegam que é uma área fácil, ”qualquer tutorial no youtube resolve”. Uma simplificação neste caminho não reforçaria este discursos? Fica o questionamento.

Portanto, em nome dessa acessibilidade estamos nos expondo de maneira desnecessária aos ataques mais orientados à engenharia social, como Phishing. Então, por si só, esses ataques já se configuram como um grande problema da internet, especialmente para nós brasileiros.

Aquela premissa de que um serviço ou produto deve se adaptar ao usuário sempre é verdadeira?

Librem 5 terá atraso em seu lançamento!

Previous article

Hollywood vai focar no uso de softwares de código aberto

Next article

You may also like

More in Artigo