Confira algumas novidades prevista para o Chrome 71

E assim se passaram dez anos. Mas parece que foi ontem. E foi mesmo. No dia 2 de setembro de 2008, o Google lançava um de seus maiores sucessos junto com o próprio bucador: o Google Chrome. Os concorrentes, como o Firefox, se esforçam mas ficam bem longe do preferido dos usuários, seja em computadores ou celulares. Os derivados do próprio Chrome, como o Chromium, Chrome Beta, Canary e Dev também estão no mercado. Sem falar em um sistema operacional para os chamados Chromebooks; no Chromecast; e o desenvolvimento do Android e  seu possível substituto, o Fuchsia. Assim, o Chrome completa dez anos e deixa adversários para trás.

Estreia só para Windows

A primeira versão do Google Chrome só veio para o sistema da Microsoft, o Windows e em versão beta. Inicialmente, estava disponível em 43 idiomas. Porém, desde sempre a polêmica coleta de dados esteve presente. Os vários recursos atraíram os usuários, que reclamam, também, dao alto consumo de memória. Mesmo assim, sua ascenção foi meteórica. Em pouco tempo, já possuía um por cento do mercado global de navegadores web.

Principais recursos

Entre os recursos mais notáveis ??que incluíram a primeira versão do Google Chrome, temos:

  • Foi construído do zero e, portanto, não foi baseado em nenhum navegador que existia naquela época;
  • Foi o primeiro navegador a ter recursos para computação em nuvem;
  • Foi o primeiro a incluir o conceito de processos por guia, o que melhorou muito a estabilidade e a segurança do navegador;
  • Ele incluiu o mecanismo de javascript V8 que acelerou muito o carregamento e a renderização de páginas da Web;
  • Uma interface gráfica simples e eficaz que, entre outras coisas, era caracterizada por: mostrar no topo as guias, uma grade com as páginas mais visitadas, os últimos favoritos salvos e as últimas guias fechadas, e uma única barra de navegação que ofereceu sugestões de pesquisa ao fazer uma consulta entre muitos outros novos recursos;
  • Foi o primeiro navegador a oferecer o modo de navegação anônima;
  • Incluía uma lista de sites perigosos que eram atualizados com frequência e avisavam o usuário quando ele estava prestes a entrar em um site suspeito ou malicioso.

Além dos recursos mencionados anteriormente, a primeira versão do Google Chrome passou com sucesso no teste Acid1. No Acid2 apresentou um pequeno problema e no Acid3 obteve uma pontuação de 79/100.

Para conhecer toda a história por trás do popular e líder navegador da Web no mercado, assista ao vídeo a seguir. Porém, o vídeo foi disponibilizado pelo Google somente em inglês, com legendas em espanhol.

 

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Conheça o editor gratuito Tracktion 7 Digital Audio Workstation

Previous article

Novo site do ThePirateBay, mas tome muito cuidado!

Next article

You may also like

More in Notícias