in

Google dá treinamento gratuito a pequenos e médios empresários

Ao todo são 5 mil vagas on-line.

Como criar uma loja on-line e se comunicar com os clientes são algumas das dúvidas
recorrentes? Para responder e, principalmente, responder a esta pergunta, o Google abre 5 mil novas vagas para mentorias on-line e gratuitas com PMEs. Todas fazem parte do projeto Cresça com o Google. Voltado para PMEs, o programa realizado em parceria com a Rede Mulher Empreendedora (RME). O curso do Google dá treinamento gratuito a pequenos e médios empresários, com especialistas nas principais áreas da rotina de uma empresa que foram impactadas durante a pandemia.

As novas vagas complementam as 5 mil iniciais, totalizando 10 mil mentorias realizadas até o final de setembro. Vale lembrar que a abertura de novas vagas é feita por etapas, semanalmente. O agendamento pode ser feito por meio do site g.co/EmCasa. O interessado precisa, apenas, ter uma Conta Google, com o limite de participação em uma mentoria por tema a cada 7 dias.

Como a mentoria ajuda

Desde maio, os empreendedores puderam tirar dúvidas com especialistas em vendas on-line (e-commerce), finanças e contabilidade, inteligência emocional, inovação e modelos de negócio, apoio jurídico e marketing digital. Entre os principais desafios levantados pelos empreendedores durante as mentorias estão a divulgação on-line e como continuar faturando durante a quarentena.

Carla Akiyama, proprietária da empresa Pão da Manhã Vila Mariana, que faz entregas de café da manhã, conta que a mentoria a ajudou a melhorar a comunicação com os clientes. “Refiz alguns posts nas redes sociais e inclui formas de pagamento até então indicadas apenas no site. Com isso, muitos clientes tiraram mais dúvidas e aprovaram as novas opções”, afirma. No Pão da Manhã, o cliente consome primeiro e realiza o pagamento depois, apenas uma vez por mês.

A empreendedora também criou a opção de assinaturas mensais para a entrega de café da manhã – contando com produtos como pão, leite, sobremesas, manteiga, frios e iogurtes, por exemplo – com preços mais competitivos que o valor cobrado por dia. Isso ajudou a empresa a reter os clientes em um momento de incertezas.

Google dá treinamento gratuito a pequenos e médios empresários

Google dá treinamento gratuito a pequenos e médios empresários

Outros relatos são os de pessoas que começaram a empreender durante a quarentena, seja por necessidade de complementar renda ou oportunidade de negócio. A mineira Camila Resende, por exemplo, é formada em Comércio Exterior e decidiu criar um novo negócio na área de mini-hortas urbanas e educação à distância.

Comecei a empreender, de fato, durante a pandemia. Me sentia um pouco na contramão, enquanto acompanhava o fechamento de diversos outros negócios pela cidade e pelo país. A partir da Mentoria, enxerguei novas perspectivas para o meu negócio e iniciei o processo de criar e divulgar, explica Camila.

O momento é propício para apostar em uma estratégia de vendas on-line. Uma Google Survey realizada com 1.000 brasileiros, entre 30 de abril e 3 de maio, mostrou que a maioria (37%) dos consumidores têm preferido o site da loja (e-commerce) para realizar compras, aplicativos (28%) e de delivery (27%), ante 31% por lojas físicas (31%) e outros.

A baiana Laís Praxedes encontrou no ambiente on-line uma possibilidade de aumentar as vendas. A empresária atua no ramo de acessórios de cabelo para o Carnaval e outras datas, mas decidiu ampliar seu modelo de negócios para atender durante todo o ano e não apenas sazonalmente. “Com a quarentena, comecei a focar em um novo público. Criei um site e redefini toda minha formação de preço e meu controle financeiro”, afirma a empreendedora.

Para Ana Fontes, Fundadora da RME – Rede Mulher Empreendedora, os pequenos negócios foram os mais afetados pela pandemia e as mulheres sentiram impactos maiores, por isso, a mentoria é fundamental para repensar e reorganizar o negócio, e abrir possibilidades. “Os depoimentos e avaliações do processo só nos confirmam o quanto uma mentoria qualificada é importante e representa para a continuidade dos negócios”, completa.