in

Google é acusado de se envolver em práticas anticompetitivas para proteger monopólios

O processo foi bem recebido por pequenos provedores de busca.

O Departamento de Justiça (DOJ) dos Estados Unidos entrou com um processo antitruste contra o Google, alegando que o gigante das buscas tem se envolvido em práticas anticompetitivas para proteger os monopólios que construiu nas buscas e nas indústrias de publicidade.

Espera-se agora que alguns procuradores-gerais estaduais entrem com ações judiciais separadas contra o Google, enquanto 11 ingressaram no caso do DOJ e vários outros devem entrar nos próximos meses.

Google é acusado de proteger monopólios

O Google é um gigante com 80% de participação no mercado de pesquisa em todas as plataformas. O processo questiona a maneira como o Google atua como um guardião de seu navegador Chrome e sistema operacional Android, usando-os para manter os concorrentes fora.

Google é acusado de se envolver em práticas anticompetitivas para proteger monopólios
O Departamento de Justiça (DOJ) dos Estados Unidos entrou com um processo antitruste contra o Google.

Os legisladores também estão preocupados com a forma como a Pesquisa do Google é pré-carregada em dispositivos Android de quase todos os fabricantes por meio de contratos de exclusão.

O processo foi bem recebido por pequenos provedores de busca. Por exemplo, o CEO da DuckDuckGo, Gabriel Weinberg, disse:

Estamos satisfeitos que o DOJ tenha dado este passo fundamental para responsabilizar o Google pelas formas como bloqueou a concorrência.

O DOJ acredita que o Google prejudicou a concorrência, tornando difícil para os mecanismos de busca alternativos fazerem uma diferença no mercado. Embora o processo pareça estar focado principalmente no negócio de buscas do Google, o DOJ sugere que mais alegações podem ser adicionadas posteriormente, possivelmente em um processo separado.

Kent Walker, vice-presidente sênior de assuntos globais do Google, descreve o processo como “profundamente falho” e mantém a posição de longa data da empresa de que as pessoas migram para o mecanismo de busca do Google porque ele oferece grande valor para elas.

Quanto ao impacto potencial do processo, Walker diz que o processo não beneficiaria os consumidores; em vez disso, “apoiaria alternativas de busca de qualidade inferior […] e tornaria mais difícil para as pessoas obterem os serviços de busca que desejam usar”.

Fonte: Tech Spot

França e Holanda exigem regulamentação do Google e do Facebook

Google lança Android for Cars App Library

Google afirma que mitigou um ataque DDoS de 2,54 Tbps