in

Google interrompe lançamentos do Chrome e Chrome OS

Motivo seria a pandemia de coronavírus.

Google interrompe lançamentos do Chrome e Chrome OS

Em uma postagem recente no blog, o Google anunciou que está interrompendo novas atualizações para o navegador Chrome e o Chrome OS. A mudança ocorre como resultado dos “horários de trabalho ajustados” dos engenheiros do Google. Embora a gigante das buscas não mencione o real motivo, é outro exemplo de quão grave a pandemia de coronavírus (COVID-19) se tornou.

O Google disse que seu foco principal agora é tornar o Chrome mais estável, seguro e confiável. Enquanto os novos recursos estiverem em espera, o Google continuará lançando pequenas correções de segurança no Chrome 80.

Google interrompe lançamentos do Chrome e Chrome OS

Google interrompe lançamentos do Chrome e Chrome OS

A decisão chega no momento em que muitas empresas estão permitindo o trabalho em casa para seus funcionários. O caso do Google não é diferente, exceto por alguns relatórios que circulam sobre os trabalhadores contratados que estão recebendo menos privilégios do que os funcionários regulares.

De qualquer forma, interromper as atualizações do Chrome faz sentido nesses momentos difíceis. A equipe de desenvolvedores não poder trabalhar em conjunto certamente teria impactado seu fluxo de trabalho. Enquanto isso, o lançamento de novos recursos equivale a abrir as portas do Google para bugs indesejados. E provavelmente não é o melhor momento para lidar com eles.

Falando dos esforços do Google, ele se envolveu com outros gigantes da tecnologia para conter a  disseminação de notícias falsas e informações errôneas do Coronavirus na Internet. A empresa irmã Verily lançou um novo site de triagem para o Coronavírus que atualmente trabalha para países selecionados na área da baía de São Francisco.

Além disso, o Google, juntamente com o Facebook, também está em negociações com o governo dos EUA para fornecer dados de localização coletados de telefones para ajudar a rastrear o novo Coronavírus, de acordo com uma matéria divulgada pelo jornal The Washington Post.

Fonte: Fossbytes

 

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Projeto leva Microsoft Office ao Ubuntu 20.04

LibreOffice 7.0 Git adiciona suporte à renderização de texto com base no Skia

Com a aquisição da npm, a Microsoft deve ser a maior proprietária de software do mundo

Com a aquisição da npm, a Microsoft deve ser a maior proprietária de software do mundo