in

Grupo envia disco rígido em branco para Microsoft copiar o código-fonte do Windows 7

FSF quer que a Microsoft abra o código do Windows 7

Grupo envia disco rígido em branco para Microsoft copiar o código-fonte do Windows 7
Imagem: The Redmond Cloud

A Free Software Foundation solicitou publicamente à Microsoft a abertura do código do Windows 7 logo após o sistema operacional de 2009 ter encerrado o suporte em 14 de janeiro. Agora, o grupo está pronto para a próxima ação. Na semana passada, a FSF enviou à Microsoft um disco rígido vazio que a empresa deveria usar para copiar o código-fonte do Windows 7 e enviá-lo de volta à organização. Contudo, será mesmo que a Microsoft ama o código aberto? Esta é a indagação da FSF.

A Microsoft pode liberar o Windows. Eles já têm todos os direitos legais necessários ou a alavancagem para obtê-los. Se eles decidem ou não, depende deles, explica a Free Software Foundation. Estamos prontos para dar a eles toda a ajuda que pudermos. Tudo o que eles precisam fazer é pedir, continua o grupo.

Microsoft adora mesmo o código aberto? Grupo envia disco rígido em branco para Microsoft copiar o código-fonte do Windows 7

Grupo envia disco rígido em branco para Microsoft copiar o código-fonte do Windows 7

Embora seja improvável que a Microsoft abra o Windows 7 para código aberto, a Free Software Foundation diz ter recebido  grande apoio ao pedido de que a gigante do software entregue as chaves do sistema operacional 2009 à comunidade de código aberto.

Nas últimas semanas, demos a eles a mensagem de que milhares de pessoas em todo o mundo desejam que o Windows seja liberado. A seguir, daremos a eles o meio, continua a FSF.

A Microsoft obviamente não respondeu a essa solicitação de código aberto do Windows 7, mas a empresa deve fazê-lo de qualquer maneira, diz a fundação de código aberto. E é tudo por causa da importância que eles dizem que o mundo do código aberto se tornou para eles.

Queremos que eles mostrem exatamente quanto têm amor pelo software de ‘código aberto’ que mencionam em suas propagandas. Se eles realmente amam software livre – e estamos dispostos a dar-lhes o benefício da dúvida – eles têm a oportunidade de mostrá-lo ao mundo. Esperamos que eles não estejam apenas capitalizando o modelo de desenvolvimento de software livre da maneira mais superficial e exploradora possível: usando-o como uma ferramenta de marketing para nos fazer pensar que eles se preocupam com a nossa liberdade, observa a FSF.

Porém, apesar de o Windows 7 ter finalizado as atualizações gratuitas, o suporte personalizado ainda é oferecido às empresas que pagam por ele. A Microsoft continuará lançando atualizações em troca de pagamento por mais três anos. Após este período, até os clientes pagantes ficarão sem patches de segurança.

Fonte: Softpedia

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.