in

Huawei pode vender partes de sua unidade de smartphone Honor por US$ 3,7 bilhões

Entre os potenciais compradores estão Xiaomi, TCL, Gree e BYD.

A gigante chinesa de tecnologia Huawei abriu negociações com várias empresas locais para vender partes de sua unidade de smartphones Honor em um negócio estimado em US$ 3,72 bilhões.

Entre os potenciais compradores estão Xiaomi, TCL, Gree e BYD, mas o favorito atual é o Digital China Group, que é o distribuidor líder de dispositivos Honor. O negócio incluiria a marca Honor, infraestrutura de pesquisa e desenvolvimento e o negócio de gerenciamento de suprimentos.

Huawei pode vender partes da Honor por US$ 3,7 bilhões

A Huawei tem estado sob muita pressão ultimamente devido à perda de acesso a importantes fornecedores americanos e à TSMC. A empresa pode perder contratos preciosos para implantações de 5G na Europa.

Huawei pode vender partes de sua unidade de smartphone Honor por US$ 3,7 bilhões
A Huawei abriu negociações com várias empresas locais para vender partes de sua unidade de smartphones Honor em um negócio estimado em US$ 3,72 bilhões.

A mudança poderia teoricamente beneficiar a Honor, já que as restrições dos EUA não se aplicariam mais a quaisquer compradores em potencial (embora isso possa mudar no futuro). Nesse ínterim, a Huawei concentraria seus esforços em smartphones de última geração, para os quais já acumulou US$ 23 bilhões em componentes essenciais.

Além disso, a Huawei não teria mais a coroa de maior fabricante mundial de smartphones, já que a marca Honor representou 26% dos 55,8 milhões de unidades vendidas pela controladora no segundo trimestre deste ano.

A Huawei está despejando grandes quantias de dinheiro para acelerar o desenvolvimento da SMIC de um nó de processo de 7 nm. No entanto, pode levar anos para que a SMIC alcance o resto da indústria; e ela também foi recentemente atingida pelas sanções americanas.

A empresa também está trabalhando em um substituto para o Android chamado HarmonyOS, mas isso é um sonho distante de acordo com seus executivos. Sua única vantagem é que o governo chinês fará de tudo para mantê-la funcionando.

Fonte: Tech Spot

China está trabalhando duro para reduzir sua dependência de chips americanos

China pode aplicar restrições contra fabricantes de chips dos EUA por causa da Huawei

Samsung deixará de fornecer chips de telefone à Huawei