in

Intel acelera suporte ao FreeBSD

Trabalhos são realizados há quase dois anos.

Confira o lançamento do FreeBSD 11.4

E a Intel resolveu entrar de cabeça no mundo open source. Agora, a Intel acelera  o suporte ao FreeBSD. A empresa já dá importante suporte ao Linux, possuindo até um sistema operacional baseado nele. Aliás, este foi o grande destaque da Summit de Tecnologia Open Source desta semana em Washington. Porém, o suporte ao FreeBSD não é tão desenvolvido. Contudo, há mais ou menos um ano e meio eles implantaram uma Equipe do FreeBSD. Eles trabalham em paridade de recursos e suportando funcionalidades críticas para seus clientes.

Como foi escrito no ano passado, Ben Widawsky, que fazia parte de sua equipe de desenvolvedores drivers de gráficos para Linux, iniciou parte do esforço para melhorar o suporte ao FreeBSD em torno do hardware da Intel. Ben falou na quarta-feira no OSTS 2019 sobre esta busca por melhorias do FreeBSD.

Após problemas

Acontece que esse esforço do FreeBSD foi estabelecido em grande parte após a mitigação de Spectre/Meltdown ser revelada. O FreeBSD não viu mitigações de Spectre/Meltdown tão rapidamente quanto os outros sistemas operacionais que estavam trabalhando para resolver o problema enquanto ainda estavam embargados. Após o feedback do FreeBSD e clientes da Intel, isso levou a uma análise da situação. Assim, o FreeBSD na Intel recebeu maior atenção da Fundação FreeBSD. Esta passou a alocar recursos de desenvolvedores para este sistema operacional de código aberto.

Após um pedido de feedback para outras áreas em que a Intel poderia melhorar seu suporte ao FreeBSD, Ben e os outros desenvolvedores envolvidos começaram a trabalhar. Então, estão até hoje trabalhando para melhorar o suporte à arquitetura Intel neste popular BSD.

Ao longo do ano passado, eles se esforçaram para:

  • melhorar o gerenciamento de energia;
  • melhorar o manuseio da CPU de microcódigo da Intel;
  • suporte a vTune;
  • suporte a Turbostat;
  • trabalho inicial em suporte de memória persistente para os tipos Optane DC Persistent Memory;
  • e suporte a OVMF para Bhyve.

Alguns dos próximos itens que eles estão avaliando são:

Intel acelera suporte ao FreeBSD

  • a integração contínua (CI);
  • a ativação do Thunderbolt 3;
  • a tecnologia Intel Quick Assist;
  • os aprimoramentos de escalabilidade NUMA e quaisquer outras necessidades do cliente.
O tempo de desenvolvimento é obviamente limitado, mas Ben demonstrou claramente uma paixão pelo FreeBSD desde quando ele estava trabalhando em seu código derivado do BSD para o projeto Larrabee no passado. A expectativa é de quer veremos um melhor suporte ao lançamento do hardware Intel no FreeBSD, no futuro.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.