Notícias

Internet Explorer, Edge e Firefox estão perdendo popularidade

0
internet-explorer-edge-e-firefox-estao-perdendo-popularidade

Os navegadores Internet Explorer, Edge e Firefox estão perdendo popularidade, os dois primeiros da Microsoft e o último da Mozilla. Esta perda de usuários, aumentou em julho deste ano, e ao mesmo tempo os usuários do Google Chrome tem aumentado significativamente. Relatórios gerados pela Net Applications, uma empresa que calcula o compartilhamento de usuários, observando os navegadores utilizados ao acessar milhares de sites ao redor do mundo, aponta que houve uma queda entre estes dois navegadores, e uma apuração feita pelo site Idg Now com base nos históricos destes resultados, apontam declínio dos navegadores citados.

Começando pelos navegadores da Microsoft, o IE e o Edge houve uma queda de 15,4% no mês passado, em junho uma queda já havia sido detectada, mas o barco começou a declinar mesmo em julho onde a diferença é de 3,8 pontos percentuais. Já o navegador da Mozilla, o Firefox, deu uma recuada de dois décimos percentuais, registrando uma participação de usuários em torno de 9,7%.

Este relatório tem como base os milhares de clientes que estão na rede da Net Applications, o número de sites é tão grande que são levados em consideração, inclusive o Firefox Quantum foi lançado justamente com base nestes resultados, e claro, somando as tecnologias que já estavam em desenvolvimento na Mozilla. A fundação vem apostando alto, mas alguma coisa não tem agradado aos usuários ao redor do mundo. O susto foi dado a Mozilla em 2016, onde que por pouco não saiu do mercado como um dos populares, dizem até que foi uma quase morte do projeto.

O tempo da vaca gorda do navegador Firefox foi em 2010, onde chegou a responder por mais de um quarto do mercado global de navegadores. Estes dados também foram computados pela Net Applications no período. Que os navegadores da Microsoft vão aos poucos dando lugar ao Opera, Firefox e Chrome a gente já sabe, mas é importante observar que a MS tem tentando se recuperar da taxa de rejeição que assombra os navegadores da empresa a anos.

Em julho, o Google Chrome subiu quatro pontos percentuais, isso quer dizer que a sua participação no mercado é de 64,7%. E falando do passado, a última vez que o Google Chrome subiu tanto foi em 2009 quando o IE começou a declinar devido a problemas de compatibilidade e várias falhas.

A previsão da Net Applications é que se nada for feito para os dois navegadores o quanto antes, nos próximos 12 meses a queda será maior, IE e Edge poderão ter uma baixa de 31% até o próximo ano, o que resultará numa participação mundial de apenas 10,6%. E se o Firefox continuar em declínio deve cair até 21% e assim terá somente 7,6% da participação mundial no mesmo período.

Redação
Este usuário é utilizado quando um post é migrado de um usuário para outro, ou quando alguém envia um conteúdo ao SempreUPdate.

    Doações impulsionam projetos de software livre

    Previous article

    Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

    Next article

    You may also like

    Comments

    Comments are closed.

    More in Notícias