in

Lançado Kernel 5.1

Veja todas as mudanças e melhorias implementadas.

Kernel 5.2 pode estrear na próxima semana
Imagem: Devianart
Como era esperado, acaba de ser lançado o Kernel 5.1. Linus Torvalds anunciou o lançamento oficial do kernel estável Linux 5.1. Foi um mês e meio de desenvolvimento e nada menos que sete release candidates antes da estreia. Assim, agora o Linux Git passa a acompanhar o desenvolvimento do Linux 5.2, começando com a janela de mesclagem de duas semanas. O Linux 5.2 está parecendo especialmente interessante. Porém, isso não estará disponível para usuários estáveis até julho. Então, por enquanto, temos lançado o Kernel 5.1.

Recursos

Linus Torvalds resolve tirar uma licença temporária do Linux Kernel

O Linux 5.1 está trazendo muitas mudanças interessantes, como uma nova interface de E/S, suporte ao processador Habana Labs Goya AI, novo suporte a ACPI, muito suporte a novos hardwares e muito mais. Veja um resumo dos recursos do Linux 5.1 para ter uma visão mais completa.

O codinome do Linux 5.1 permanece igual aos lançamentos recentes do kernel, o “Crocodilo Tímido”, com Torvalds, parecendo ter perdido o interesse em seu codinome.

Linus Torvalds comentou após lançar o Linux 5.1:

Então é um pouco mais tarde do que eu costumo fazer isso, só porque eu estava chocado com o lançamento. Em parte porque eu recebi alguns pedidos pequenos hoje, mas principalmente porque eu não estava ansioso para o momento da próxima janela 5.2 de mesclagem.
O tempo não estava a seu favor devido à formatura da faculdade de sua filha mais velha na próxima semana. Isso complicou a janela de fusão do Linux 5.2 devido a estar off-line por alguns dias. Se necessário, ele acabará extendendo a janela de mesclagem do Linux 5.2 por alguns dias.

Além disso, gostaríamos de lembrar a todos que tentam pegar e instalar o kernel Linux 5.1 que este não é um ramo suportado a longo prazo. Então é melhor você ficar com o seu kernel LTS atual.

A semana passada foi bastante calma, e o último patch do rc6 não é tão grande assim, disse Linus Torvalds em um anúncio na lista de discussão. No geral, 5.1 parece muito normal, com pouco mais de 13k confirmações (mais outro 1k + se você contar fusões). Que é praticamente o nosso tamanho normal nos dias de hoje. Não há maneira de reduzir isso a um short sane, com todo o trabalho.

Aqui estão outras novidades do novo kernel Linux 5.1

  • Os destaques do kernel Linux 5.1 incluem a capacidade de usar memória persistente como RAM (memória do sistema) além da RAM física;
  • mais preparações para o ano 2038;
  • a capacidade de inicializar o sistema em um dispositivo mapeador sem usar initramfs;
  • bem como suporte para patches cumulativos para o recurso de correção do kernel ativo.
  • Para os fãs do sistema de arquivos Btrfs, a série de kernel Linux 5.1 finalmente permite que os usuários configurem os níveis de compactação Zstd.
  • Além disso, o recurso de monitoramento do sistema de arquivos baseado em fanotify foi aprimorado com a adição da funcionalidade chamada “super root watch root” à interface fanotify, que atende as alterações em sistemas de arquivos grandes.
  • Além disso, o kernel Linux 5.1 introduz uma interface de alto desempenho chamada io_uring, que torna a E/S assíncrona rápida e escalável;
  • um novo método que permite a entrega de sinal seguro na presença de reutilização PID, bem como um novo gerenciador de cpuidle chamado Timer. Orientado a eventos ou TEO, que promete melhorar o gerenciamento de energia sem afetar o consumo de energia.

Claro, existem inúmeros drivers atualizados e novos incluídos no kernel Linux 5.1, o que o tornará compatível com ainda mais hardware. Você pode baixar as fontes do kernel Linux 5.1 agora mesmo do site kernel.org.  No entanto, recomendamos aguardar o lançamento da primeira atualização que chegará no final deste mês.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Ubuntu vai compactar imagem do Kernel usando LZ4

Loja oficial do Ubuntu foi fechada

Desenvolvedores da Mozilla não cumprirão completamente o novo manifesto do Chrome

Firefox 66.0.4 liberado para resolver o problema nas extensões