in

Lançado Ubuntu Touch OTA-11 da UBports

Por enquanto sistema é baseado no Ubuntu 16.04 e deve pular diretamente para o Ubuntu 20.04

Lançado Ubuntu Touch OTA-11 da UBports

A comunidade UBports lançou a décima primeira atualização para o Ubuntu Touch, que continua avançando como o conjunto de smartphones e tablets Linux de código aberto. Os aparelhos usam um sistema baseado atualmente no Ubuntu 16.04 LTS. Assim sendo, é lançado Ubuntu Touch OTA-11 da UBports.

O Ubuntu Touch OTA-11 é descrito por sua equipe como um “pequeno lançamento”. Então, ele vem com:

  • melhorias de teclado na tela;
  • uma variedade de melhorias no navegador “Morph”;
  • alimentado por Qt WebEngine;
  • As notificações por push agora funcionam sem fazer login em uma conta Ubuntu One;
  • e uma variedade de outras atualizações e correções menores.

Para o Ubuntu Touch OTA-12, eles esperam ter preparado o suporte ao Mir 1.x, bem como mudar para a última versão da Canonical do Unity 8. Os desenvolvedores do UBports estão trabalhando na transição do Mir 1.x há meses e é importante para poder avançar no apoio ao Wayland.

Lançado Ubuntu Touch OTA-11 da UBports

Lançado Ubuntu Touch OTA-11 da UBports

Enquanto a base do Ubuntu Touch está amadurecendo nesse estágio, eles não planejam migrar para o recém-lançado Ubuntu 19.10. Porém,  no final das contas, continuam de olho no Ubuntu 20.04 LTS para finalmente migrar no devido tempo. No entanto, isso provavelmente ainda levará algum tempo, sem mencionar o Ubuntu 20.04 LTS, que não estreará como estável até abril.

Mais detalhes sobre o Ubuntu Touch OTA-11 no UBports.com. O Ubuntu Touch OTA-11 continua trabalhando com todos os dispositivos Ubuntu Touch suportados.

A equipe do UBports também compartilhou esta semana a situação de sua porta Librem 5. Basicamente, essa porta fica em pausa até “em algum momento de 2020”, quando a Purism está programa fornecer o (s) dispositivo (s) Librem 5. Assim, a Purism supostamente deseja mandar as unidades do Librem 5 aos consumidores antes de enviar amostras do desenvolvedor. Portanto se você quiser usar o Ubuntu Touch no Librem 5, provavelmente demorará um pouco.

Fonte: Phoronix

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Google cria o próprio Raspberry Pi

Google cria o próprio Raspberry Pi

AMD se une à Blender Foundation com ênfase no Vulkan

AMD se une à Blender Foundation com ênfase no Vulkan