in

Linux Mint 20 e lançamentos futuros reduzem suporte para instalações de 32 bits

Linux Mint 19 é a última versão para suportar sistemas de 32 bits

Linux Mint 20 e lançamentos futuros reduzem suporte para instalações de 32 bits
Linux Mint XFCE

Mais uma grande distribuição Linux deve deixar a arquitetura de 32 bits. O projeto Linux Mint anunciou hoje que eles decidiram seguir a decisão da Canonical de abandonar o suporte ao sistema de 32 bits em versões futuras de seu sistema operacional Ubuntu. Assim, o Linux Mint 19 é a última versão para suportar sistemas de 32 bits. Deste modo, o Linux Mint 20 e lançamentos futuros reduzem suporte para instalações de 32 bits.

Como você deve saber, a Canonical causou um grande rebuliço na comunidade Linux ao anunciar no mês passado que planejava largar o suporte para sistemas de 32 bits.  A empresa desfez o comunicado após reações das equipes do Wine e Valve. Isto porque estes e outros grandes projetos ainda precisam de bibliotecas de 32 bits. Então, já a partir do Ubuntu 19.10 (Eoan Ermine), só construirão pacotes de 32 bits selecionados.

E os demais sabores do Ubuntu?

Muitos usuários estavam perguntando se as distribuições baseadas no Ubuntu seriam afetadas por esta grande mudança, o que não deveria surpreender ninguém em 2019. Então parece que o Linux Mint, um dos mais populares sistemas operacionais baseados no Ubuntu, vai mesmo descartar o suporte para sistemas de 32 bits em versões futuras, começando com o Linux Mint 20.

O anúncio da Canonical de que o suporte de 32 bits deveria ser descartado no Ubuntu 20.04 significa que o futuro Linux Mint 20 só poderá ser lançado em 64 bits, disse Clement Lefebvre. O Linux Mint 19.x já está disponível em 32 bits e pode ser usado até 2023. Acho que a maioria das pessoas está satisfeita com isso e lançar versões de 32 bits daqui para frente não faz sentido em 2020.

Certos aplicativos de 32 bits serão suportados

Linux Mint 20 e lançamentos futuros reduzem suporte para instalações de 32 bits

Clement Lefebvre também confirmou que certos aplicativos de 32 bits serão executados em versões futuras do Linux Mint. Portanto, assim como eles serão executados em versões futuras do Ubuntu. Estes incluem o Wine, Steam para Linux, bem como outros aplicativos e jogos populares. Todos exigem que as bibliotecas de 32 bits estejam presentes no sistema operacional ou nos principais repositórios de software.

Linux Mint 20 e lançamentos futuros reduzem suporte para instalações de 32 bits

O Linux Mint 20 será baseado na próxima versão LTS (Long Term Support) do Ubuntu, o Ubuntu 20.04 LTS. Ele será lançado em abril de 2020. O trabalho no Linux Mint 20 ainda não começou. Por enquanto, a equipe trabalha no lançamento da segunda atualização para a série Linux Mint 19, o Linux Mint 19.2. Porém, podemos esperar que ela chegue em algum momento até meados de 2020, apenas para computadores de 64 bits.

Fonte

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.