in

Microsoft e Intel prometem não abandonar dispositivos da Huawei

Atualizações continuarão a ser enviadas a dispositivos que já executam o Windows

Microsoft e Intel prometem não abandonar dispositivos da Huawei

Um pedido executivo assinado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em meados de maio proíbe a Huawei de trabalhar com empresas americanas e usar seus produtos. Isto inclui o uso de hardware e software. Depois de toda a polêmica agora é oficial e Microsoft e Intel prometem não abandonar dispositivos da Huawei.

Futuro estava incerto

Microsoft e Intel prometem não abandonar dispositivos da Huawei

Com a Huawei usando o Android e o Windows para alimentar seus telefones e PCs, muitos se perguntaram se os clientes existentes ainda receberiam atualizações após a inclusão da empresa na lista negra dos Estados Unidos.

Entretanto, a proibição não dizia respeito a modelos que já existiam no mercado. Porém, havia dúvidas em relação ao futuro. Assim, tudo estava muito incerto para os dispositivos Huawei, incluindo os laptops que rodam o Windows 10.

A Microsoft retirou todos os computadores Huawei da Microsoft Store. No entanto, a gigante do software revogou essa decisão duas semanas depois. Assim, de acordo com a empresa, o estoque existente pode voltar a ser vendido.

Avaliamos e continuaremos a responder às muitas complexidades comerciais, técnicas e regulatórias decorrentes da recente adição da Huawei à Lista de Entidades de Regulamentações de Administração de Exportações do Departamento de Comércio dos EUA. Como resultado, estamos retomando a venda do estoque existente de dispositivos Huawei na Microsoft Store, afirmou a Microsoft.

Atualizações de software não serão interrompidas

Microsoft e Intel prometem não abandonar dispositivos da Huawei

Agora, a gigante do software expressa seu total compromisso com os produtos da Huawei. Além disso, enfatiza que as atualizações continuariam a ser oferecidas.

Continuamos comprometidos em fornecer experiências excepcionais aos clientes. Nossa avaliação inicial da decisão do Departamento de Comércio dos EUA sobre a Huawei indicou que podemos continuar a oferecer atualizações de software da Microsoft para clientes com dispositivos Huawei, disse a empresa.

Intel também promete não abandonar dispositivos da Huawei

Huawei pode usar Linux Sailfish OS nos smartphones

A Intel também confirmou que os dispositivos da Huawei continuarão recebendo atualizações de segurança e drivers como antes de a empresa ser banida pelo governo dos EUA.

Enquanto isso, a grande questão é como a Huawei planeja lidar com o lançamento de novos produtos. A gigante chinesa de tecnologia já está trabalhando em seu próprio sistema operacional para substituir o Windows. Contudo, a prioridade parece ser o mercado móvel, e não o mercado de PCs.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Canonical lança patch de segurança do Kernel

Canonical lança patch de segurança do Kernel

GNOME Shell e Mutter vêm com mudanças ??no X11/Wayland

GNOME Shell e Mutter vêm com mudanças no X11/Wayland