in

Mozilla demitiu cerca de 70 funcionários por causa de queda na receita

O Firefox é o segundo navegador mais popular, atrás apenas do Chrome.

Mozilla demitiu cerca de 70 funcionários por causa de queda na receita
Imagem: Reprodução | Tech Spot.

A Mozilla Corporation, fabricante do Firefox, demitiu cerca de 70 funcionários visto que a empresa espera obter receita com novos produtos fora do navegador.

Mozilla demitiu cerca de 70 funcionários

Em um memorando interno obtido pelo site TechCrunch, a presidente da Mozilla e CEO interina Mitchell Baker escreveu:

Nosso plano de 2019 subestimou quanto tempo levaria para criar e lançar novos produtos geradores de receita. Levando em consideração este fato e tudo o que aprendemos em 2019 sobre o ritmo da inovação, decidimos adotar uma abordagem mais conservadora para projetar nossa receita para 2020. Além disso, concordamos com um princípio de viver de acordo com nossos meios, de não gastar mais do que ganhamos no futuro próximo.

As demissões afetaram alguns membros seniores da equipe, incluindo a senior release manager Liz Henry.

Baker, em uma publicação de blog, acrescentou:

Estamos fazendo um investimento significativo para financiar a inovação. Para fazer isso de forma responsável, também tivemos que fazer algumas escolhas difíceis que levaram à eliminação de funções na Mozilla que anunciamos internamente hoje.

No final de 2017, a Mozilla Foundation e sua subsidiária, a Mozilla Corp., tinham cerca de 1.200 funcionários. As demissões anunciadas afetam apenas a Mozilla, que reduzirá sua equipe para cerca de 1.000 pessoas.

A Mozilla ainda obtém a maior parte de seu dinheiro com parcerias globais de busca em navegadores, mas sua popularidade em queda registrou um declínio de receita nos últimos anos, forçando-a a procurar outras fontes.

Mozilla demitiu cerca de 70 funcionários por causa de queda na receita
Imagem: Reprodução | Tech Spot.

Mais dados sobre o Firefox

O Firefox é o segundo navegador mais popular, atrás apenas do Chrome. O navegador do Google ocupa mais de 67% da participação de mercado, enquanto o produto da Mozilla ocupa apenas 9%. Além disso, o número de instalações do Firefox diminuiu nos últimos tempos, passando de cerca de 312 milhões há três anos para 253 milhões hoje.

Alguns dos novos produtos que a Mozilla espera que gerem receita extra incluem uma VPN específica para o Firefox chamada Firefox Private Network, um gerenciador de senhas chamado Lockwise, que está disponível gratuitamente, e o Firefox Monitor, que permite que as pessoas verifiquem se foram parte de uma violação de dados, muito parecido com Have I Been Pwned. Além disso, o Monitor é gratuito, mas a empresa pode começar a oferecer assinaturas.

Fonte: Tech Spot

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

Mais jogadores de PC estão se voltando para os processadores da AMD

Mais jogadores de PC estão se voltando para os processadores da AMD

Hacker usa vulnerabilidade descoberta pela NSA no Windows para zoar a própria NSA

Hacker usa vulnerabilidade descoberta pela NSA no Windows para zoar a própria NSA