in

O Arch Linux é bom? Hora de mudar de distribuição GNU/Linux?

o-arch-linux-e-bom-hora-de-mudar-de-distribuicao-gnu-linux

Quando o assunto é Arch Linux possa ser que alguns entortem o nariz, outros veneram a distribuição. O fato é que o Arch Linux tem sido muito comentado nos últimos tempos em nosso canal no Telegram. Usuários dentre os mais variados perfis interessados em trocar de sistema de ir direto para o Arch Linux, mas será que é simples assim?

Escolhendo o Arch Linux

Quando um usuário vier a escolher o Arch Linux é muito importante que ele já tenha uma base em torno do GNU/Linux, ou vai ter dores de cabeça, tanto por desconhecer o funcionamento do sistema, quanto em ter que ficar na mão daqueles que dominam o assunto, então o melhor é aprender, e ler muito antes de tomar a decisão.

Não é preciso se expert, mas é preciso não ter preguiça de ler e aprender, se este for o seu caso, o Arch Linux não é para você. O caminho mais fácil é ler a documentação do Arch Linux, tentar instalar o sistema em uma máquina virtual e pensar se é isso mesmo o que você quer.

KISS

A ideia do Arch Linux é o KISS, que é uma abreviação que em nosso idioma quer dizer: “Mantenha simples, estúpido”. A ISO do sistema não vem com ambientes instalados, você precisa conhecer os ambientes, as aplicações e depois instalar, isso faz com que a distribuição fique com a sua cara, do seu jeito sem aquele monte de pacotes que você não instalou.

A instalação do Arch Linux é de nível de dificuldade mediana, se comparado a outras distribuições que requerem um domínio maior sobre a estrutura do Linux. Mas, há distribuições baseadas nele que podem suprir as necessidades, mas o Arch Linux dito puro, pode ter grandes vantagens.

Vantagens do Arch Linux

A ISO vem apenas com o sistema base, e isso permite que você instale tudo o que você precisa. O Arch Linux é otimizado para arquiteturas i686 e x86-64, isso garante um desempenho muito bom, de novo, se comparado com outras distribuições.

Diga adeus aos downloads de ISO por ciclo, o Arch Linux é rolling release, ou seja, não existe versionamento semestral, anual ou bienal, tudo o que o usuário precisa fazer é manter o sistema atualizado, e assim, você terá os últimos pacotes lançados e um sistema hiper atualizado.

Mensalmente o Arch Linux lança uma nova ISO, mas isso dar-se pelo fato de que é importante garantir que a base do sistema esteja sempre atualizada, especialmente para quem for instalar a distribuição pela primeira vez. O Arch Linux não é terra de pacotes antigos.

Softwares

Um ponto importante, e que ao meu ver é relevante, é o imenso número de softwares, saiba que quando um software não estiver no repositório oficial, certamente algum voluntário já deve ter empacotado e enviado para um repositório chamado de AUR, que é semelhante as famosas PPA’s do Ubuntu.

Gerenciadores de pacotes

Você vai encontrar dois gerenciadores de pacotes no Arch Linux, o Pacman e o Yaourt, sendo o primeiro o gerenciador de pacotes do repositório oficial e o segundo o gerenciador do repositório comunitário, o AUR.

E não acabou! Digamos que você encontre um pacote e queira empacotar, o Arch Linux conta com o PKGBUILD que vai criar o pacote que você escolheu com toda simplicidade do mundo, mas como já disse desde o começo, tem que ler para aprender.

Leitura obrigatória

O Arch Linux também tem a boa fama de ter uma documentação grande e muito detalhada, então a leitura para aprender a usar o sistema também é obrigatória. Uma equipe muito competente atualizar a documentação sempre que houver alterações.

Medo do rolling release

Como todo o sistema é rolling release, é raro o risco de quebra do Arch Linux ou grandes problemas. Mas pode ocorrer. Por isso mais uma vez, cuidado ao fazer instalações e ao aceitar a instalação ou remoção de dependências, você pode estragar o sistema, por isso que sempre frisamos a importância da leitura e da pesquisa.

Mas, se der algum problema, existem centenas de ferramentas que podem restaurar o sistema sem nenhuma dificuldade, tudo é uma questão de aprendizagem.

Considerações finais

O Arch Linux se mantem vivo até hoje  com a mesma qualidade já conhecida. Se você quer um sistema otimizado e onde você escolhe o que vai ou não instalar, certamente este sistema é para você.

Se você quer ter os pacotes mais recentes, como ambientes e aplicações em suas novas versões, bem como experimentar os recursos, saiba que sim, o Arch Linux pode ser a solução.

O sistema é essencialmente recomendado para aqueles que gostam de ter controle sobre o sistema de uma maneira geral e também para aqueles que gostam de aprender e possuem como parte da rotina a leitura e pesquisa.

Por hora, saiba que é um sistema estável, mesmo seguindo o modelo de rolling release e possui um comunidade ativa. Procure ler, aprender e testar e com toda certeza você não vai ser arrepender.

Agora, se você sentiu firmeza e esta dentro dos requisitos, é hora de instalar! Tire um tempo para ler a documentação oficial do Arch Linux. Nós também fizemos um tutorial de instalação do Arch Linux para 2019.

Written by Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

perto-do-lancamento-fedora-30-tem-alguns-bugs-para-resolver

Fedora 30 pode habilitar o modo “Best” do DNF por padrão

Windows 10 permitirá acesso a arquivos WSL Linux a partir do Explorer

Windows 10 permitirá acesso a arquivos WSL Linux a partir do Explorer