in

OpenZFS 2.0 chega com compactação ZStandard

Veja as novidades desta nova versão.

OpenZFS 2.0.2 lançado com correções e compatibilidade com o FreeBSD mais recente

O projeto OpenZFS chega com uma nova versão 2.0 e que garante a compactação ZStandard. O OpenZFS é open source e está disponível para Linux e BSD.Assim, esta atualização possui. A maior mudança é a renomeação do projeto de ZFS no Linux para OpenZFS, o que realmente parece muito bom e torna o projeto facilmente descoberto por qualquer pessoa que queira um sistema de arquivos avançado e gerenciador de volume em seus sistemas operacionais GNU / Linux ou FreeBSD.

- Anúncios -

A segunda maior mudança do lançamento do OpenZFS 2.0 é o fato de que as plataformas Linux e FreeBSD agora são suportadas pelo mesmo repositório. Então, significa que ambos os campos agora estão obtendo os mesmos recursos, ao mesmo tempo. No GNU Linux, o OpenZFS suporta kernels do Linux 3.10 ao Linux 5.9 , enquanto o FreeBSD é suportado da versão 12 em diante.

OpenZFS 2.0 chega com compactação ZStandard

OpenZFS 2.0 chega com compactação ZStandard

O grande destaque desta versão fica mesmo por conta do suporte para a compressão ZStandard (Zstd). No entanto, além disso, há dispositivo de cache L2ARC persistente em reinicializações, resilver sequencial para reconstruir um espelho com falha vdev muito mais rápido que o resilver tradicional e comandos zfs send/receive para economizar espaço.

O OpenZFS 2.0 também:

  • melhora a escalabilidade do comando zfs share;
  • habilita o systemd zfs-mount-generator por padrão em sistemas Linux;
  • adiciona a fallocate(mode-0/2) compatibilidade para pré-alocar espaço;
  • melhora o desempenho de gravação para pools altamente fragmentados;
  • melhora o suporte do bootloader;
  • e otimiza o desempenho do AES Criptografia -GCM.

Além disso, o mecanismo SIMD recebeu mais otimizações e o OpenZFS agora oferece ARC e gerenciamento de memória mais eficientes. O comando zfs destroy agora fornece exclusão de clones e liberação de segundo plano mais rápidas. Do mesmo modo, um módulo PAM agora está disponível para carregar automaticamente as chaves de criptografia ZFS para conjuntos de dados iniciais.

Entre outras mudanças, as páginas do manual zfs e zpool tiveram uma reorganização dividindo cada subcomando em sua própria página. Do mesmo modo, há entradas de syslog ZED mais relevantes e úteis. Além disso, a saída do comando zpool status agora possui cores.

Esta versão também apresenta suporte para herdar e definir propriedades do usuário em programas de canal. Obviamente, também há várias mudanças nos comandos zpool/zfs. Leia sobre isso na página de anúncio do GitHub, de onde também pode baixar o tarball de origem.

 

Written by Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

CEO da Xiaomi: Xiaomi Mi 11 é o início da "nova década" da Xiaomi

Xiaomi vendeu mais smartphones do que a Apple no terceiro trimestre de 2020

como-instalar-o-vidcutter-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian-manjaro-arch-linux-kde-neon-opensuse-centos-e-red-hat-enterprise-linux

Como instalar o VidCutter no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian, Manjaro, Arch Linux, KDE Neon, openSUSE, CentOS e Red Hat Enterprise Linux!