Categorias

o-android-13-tem-codinome-interno-vazado-a-aposta-agora-e-a-sobremesa-tiramisu

Android

Games

Notícias

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias

10/02/2021 às 11:00

6 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Oracle expande opções de nuvem híbrida com Roving Edge Devices

Oracle expande opções de nuvem híbrida com Roving Edge Devices

Um petroleiro em alto mar ou um festival de música no meio da floresta amazônica. Em todos os lugares, desde os mais habitados até os mais remotos a tecnologia hoje se faz presente. Foi pensando nesse público e nas mais diversas necessidades que a Oracle expande opções de nuvem híbrida com Roving Edge Devices.

Assim, a Oracle lança a mais recente adição ao seu portfólio de nuvem híbrida. Esta é – uma nova peça de hardware que leva os principais serviços de infraestrutura a áreas remotas. O novo Roving Edge Device (RED) oferece nós de servidor escalonáveis ??em uma caixa robusta e portátil. 

Os dispositivos são efetivamente uma extensão móvel do ambiente Oracle Cloud Infrastructure (OCI) de um cliente. Os REDs podem ser executados como um único nó ou em clusters de cinco a 15 nós. O hardware dentro de um dispositivo RED inclui 40 CPUs, uma GPU Nvidia T4, 512 GB de RAM e 61 TB de armazenamento. Os dispositivos custam a partir de US $ 160 por nó por dia.

Oracle expande opções de nuvem híbrida com Roving Edge Devices. Isso serve para que, exatamente?

Oracle expande opções de nuvem híbrida com Roving Edge Devices

Com um dispositivo RED, um cliente deve ser capaz de executar aplicativos em nuvem e atividades no campo, incluindo inferência de aprendizado de máquina, integração e replicação de dados em tempo real, análise aumentada e data warehouses com uso intenso de consultas. 

Um cliente pode solicitar um RED do console Oracle Cloud, provisioná-lo – adicionando VMs e armazenamento de objetos do console – e enviá-lo. Mesmo em áreas remotas onde a conectividade é um problema, os clientes podem usar o RED para se conectar a sensores locais e executar aplicativos. 

Existem algumas utilidades para os dispositivos RED, como na indústria de petróleo e gás, onde as organizações podem atualmente depender de servidores personalizados. E a Oracle já inscreveu os militares dos EUA como um dos primeiros clientes. 

Os dispositivos também devem facilitar o uso para aplicativos em nuvem, disse Ross Brown, vice-presidente da Oracle Cloud Infrastructure. Os clientes, disse ele, “estão nos procurando com coisas como aplicativos conectados a 5G, em que o processamento local faz muito sentido. Essa noção de coleta de dados em alta velocidade e captura de dados em alta velocidade em uma área metropolitana remota, em uma cidade ou outros enfeites, esses se tornam bons casos de uso para o RED”. 

Mercado em expansão

Embora os negócios de infraestrutura em nuvem da Oracle ainda estejam muito atrás de Amazon Web Services, Microsoft Azure e Google, está ganhando impulso. A Oracle conquistou alguns clientes importantes em 2020, incluindo Zoom . 

O gigante do banco de dados planeja alcançar a nuvem em parte por meio da engenharia de hardware desenvolvido para que aplicativos corporativos sejam executados na nuvem – dispositivos RED são um exemplo disso, disse Brown. 

No ano passado, a Oracle expandiu seu portfólio de nuvem híbrida com Dedicated Region Cloud @Customer – um serviço totalmente gerenciado que leva todos os serviços de nuvem pública da Oracle diretamente a um data center do cliente. Suas ofertas híbridas também incluem Oracle Exadata Cloud @Customer e Oracle VMware Cloud Solution.

Enquanto isso, a empresa tem atualmente 29 regiões do Oracle Cloud com planos de ter 36 em operação até meados de 2021.

ZDNet

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.