Pai da Internet apresenta nova solução para a Web
Tim Berners-Lee, Pai da Internet durante Web Summit em Lisboa.

O criador da Internet, Tim Berners-Lee, continua se esforçando para tentar consertar a sua criação. Por isso, no palco da Web Summit, que ocorre em Lisboa, Portugal, apresentou na convenção internacional a “Magna Carta para a Web” também chamado de ‘contrato para a web’. Leia neste post que o pai da Internet apresenta nova solução para a Web.

Como seria este contrato

De acordo com Tim Berners-Lee, que em  1989 criou a Web, este contrato é o resultado de sua preocupação com o abuso de dados privados de usuários. Além disso, há preocupações com discurso de ódio, a centralização do poder entre os grandes empresas de tecnologia e manipulação política. Portanto, trata-se da busca de uma Internet melhor.

Para Tim Berners-Lee, este contrato seria uma forma de  compromisso entre governos e grandes empresas em torno de uma série de  princípios. Assim, todos se comprometeriam a  defender a liberdade e a abertura da Internet. O criador da Web garante que é necessário reconstruir a confiança na Web e aumentar o acesso à Internet em termos justos e acessíveis.

Então, com este contrato, ele quer que governos, empresas e indivíduos cooperem para que isso seja alcançado. Ele observa que “a web está em um ponto crucial” e que ‘novo contrato para a Web, com responsabilidades claras e difíceis, para aqueles que têm o poder de fazer melhor’.

Portanto, se você é um provedor de serviços de Internet, deve  comprometer-se a oferecer uma Internet neutra, disse Tim Berners-Lee. Ele explicou que a  neutralidade da rede tem que envolver os governos além de grandes, pequenas e novas empresas.

Papel de usuários, governos e empresas

Abertura do evento Web Summit em Lisboa. Foto: ANDRE DIAS NOBRE/ OBSERVADOR

Os usuários também fizeram parte do discurso de Berners-Lee. Segundo o criador da internet,  “eles têm que respeitar o discurso civil e a dignidade humana“. Para ele, somente assim todos os usuários se sintirão  seguros e bem-vindos à Internet. Este é um princípio básico.

Até o momento, mais de 50 organizações assinaram o contrato proposto por  Tim Berners-Lee.  Entre as quais, podemos destacar o governo francês, empresas como Google e Facebook e Internet Sans Frontieres.

Os termos completos deste contrato serão acordados nos próximos meses. A intenção é que seja finalizado em maio de 2019. Além disso, no ano que vem espera-se que mais da metade da população mundial esteja conectada à Internet.

Para acompanhar ao vivo o evento, acesse:

Via

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Como instalar o Vivaldi 2.1 no Ubuntu, Linux Mint e derivados

Previous article

Como instalar o Stoq, software de gestão comercial, no Ubuntu, Linux Mint e derivados

Next article

You may also like

More in Notícias