in

Procurador-geral diz que EUA e aliados devem investir em concorrentes da Huawei

O procurador-geral dos EUA, Barr, diz que os EUA e seus aliados devem investir na Nokia e na Ericsson.

Procurador-geral diz que EUA e aliados devem investir em concorrentes da Huawei

A guerra comercial entre China e Estados Unidos parece mesmo sem fim. Agora, a recomendação de representantes do governo, como o procurador-geral dos EUA, William Barr, é que o pais e seus aliados devem investir em concorrentes da Huawei. Ele citou especificamente a Nokia e Ericsson como alvo de investimentos. Somente assim, segundo ele, será possível conter a crescente participação de mercado 5G da empresa chinesa.

Os chineses estão usando todas as alavancas de poder para expandir sua participação no mercado de 5G em todo o mundo, disse Barr na conferência China Initiative, realizada no Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, em Washington.

A China está oferecendo mais de US $ 100 bilhões em incentivos para financiar a compra de seus equipamentos pelos clientes. Isso significa que os chineses podem oferecer aos clientes a construção de suas redes 5G sem dinheiro.

Como neutralizar os chineses? Procurador-geral diz que EUA e aliados devem investir em concorrentes da Huawei

Procurador-geral diz que EUA e aliados devem investir em concorrentes da Huawei

Barr sugeriu que os EUA poderiam neutralizar o apoio de Pequim à Huawei “alinhando-se à Nokia e/ou Ericsson através da uma participação controladora, diretamente ou através de um consórcio de empresas americanas e aliadas privadas.

Colocar nosso grande mercado e força financeira atrás de uma ou de ambas as empresas tornaria o concorrente mais formidável, disse Barr. Nós e nossos aliados mais próximos certamente precisamos considerar essa abordagem, afirmou o procurador-geral dos EUA.

Uma grande parte do discurso de Barr foi dedicada a alertar sobre os perigos de permitir que a China controle grande parte da rede 5G e os danos que isso poderia causar às empresas e aliados dos EUA.

Espionagem chinesa ou só discurso em meio a disputa econômica?

Anteriormente, autoridades dos EUA alegaram que a China poderia usar seu controle sobre a infraestrutura 5G para espionar o tráfego mundial de 5G, roubar dados proprietários de empresas estrangeiras e interceptar comunicações governamentais sensíveis.

Barr sugeriu a possibilidade de investir na Nokia e Ericsson devido à falta de qualquer fabricante de equipamentos 5G com sede nos EUA.

Em seu discurso, o procurador geral dos EUA também abordou a prática da China de roubar propriedade intelectual de países estrangeiros, seja por insiders, parcerias ou hackers.

Ele também sugeriu que os EUA poderão apresentar mais acusações contra hackers e ladrões de dados chineses no futuro próximo.

O discurso completo de Barr está disponível abaixo, às 2:14:05.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Como usar o Pencil2D no Linux: Um criador de animação 2D

Como usar o Pencil2D no Linux: Um criador de animação 2D

Conheça 8 novos recursos do Google Maps

Conheça 8 novos recursos do Google Maps