SempreUPdate
Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

Projetos Google Chrome e Chromium comentam sobre o fim do Flash Adobe

Os navegadores Google Chrome e Chromium fazem uma declaração sobre o fim do Flash Adobe, confira!

Como você já sabe, a Adobe anunciou o fim do Flash Player. Inicialmente, somente o Mozilla Firefox havia feito uma declaração,. Agora é a vez dos projetos Google Chrome e Chromium. Você também pode ver o roteiro do Google Chrome e Chromium sobre a mudança.

O que o Google Chrome e Chromium disseram sobre o fim do Flash Adobe ?

Primeiro, eles começam agradecendo a Adobe por todo o Flash. Porém, o comunicado é bem direto e sem rodeios. Eles pedem para avisar aos desenvolvedores que usam Flash que migrem logo para o HTML pois o Google Chrome e consequentemente o Chromium vão a cada lançamento exigir permissão explícita para exibir conteúdo em Flash. Esse alerta só será removido em 2020.

Esclarecem que o HTML é mais rápido, mais seguro e eficiente que o Flash. E como sempre, exibiram as estatísticas do HTML. Foi mostrado que há três anos mais de 80% dos usuários do Google Chrome em sua versão desktop visitavam sites com flash. Agora, a realidade é outra. Cerca de 17% que visitam site com flash usando o Chrome ou Chromium. Eles garantem que isso é uma tendência descendente devido aos sites estarem adotando o HTML.

Chrome Chromium Google Fim do flash Adobe

No gráfico acima, fica claro que ao longo dos 3 anos o uso do flash caiu 80%. Bom, a partir de hoje vamos ver cada vez menos sites com Flash, pois todos os desenvolvedores vão migrar e já tem motivos para fazer isso.

E para ajudar os desenvolvedores ao redor do mundo o Google Chrome disse o seguinte:

Encorajamos fortemente os sites que ainda dependem do Flash para migrarem para o HTML, pois haverá um número crescente de restrições no Flash que levará ao fim do suporte:

  • Para sites que usam o Flash para jogos, uma lista de APIs e demonstrações relevantes pode ser encontrada em OpenWebGames.com recomendamos explorar tecnologias como a WebAssembly , que permite a computação de alto desempenho.
  • Para sites que usam o Flash para mídia, o guia de migração de mídia da Mozilla fornece uma visão geral das APIs usadas para preparar, distribuir e reproduzir mídia na web.
  • Finalmente, para sites que usam o Flash para publicidade, recomendamos alternar para anúncios em HTML. Converse com seu provedor de anúncios diretamente para isso.

O Flash ajudou a tornar a web uma experiência dinâmica e rica, e moldou o conjunto moderno de padrões da web. Reconhecemos que qualquer transição pode ter desafios, mas continuaremos trabalhando em estreita colaboração com a Adobe e a comunidade da web para garantir que os usuários tenham uma ótima experiência e para ajudar os desenvolvedores a fazer a transição para o HTML.

Disse: Anthony Laforge, em nome da equipe do Chrome

Via Google Chrome e Chromium
Comentários