in

QEMU 5.1 traz muitas melhorias

Veja todos os dethes deste programa de virtualização.

QEMU 5.1 traz muitas melhorias

Acaba de ser lançado o programa de virtualização de código aberto QEMU 5.1 e que traz muitas melhorias importantes. Portanto, uma nova versão do QEMU está agora disponível. Existem muitas mudanças em toda a linha com o QEMU 5.1.

Alguns dos destaques incluem:

QEMU 5.1 traz muitas melhorias

  • Suporte para migração ao vivo em sistemas AMD EPYC com virtualização aninhada;
  • Suporte de região de memória persistente (PMR) da especificação NVMe 1.4;
  • O suporte para passar segredos para QEMU por meio do chaveiro do Linux;
  • Suporte para o recurso de marcação de memória ARMv8.5 e ARMv8.2 TTS2UXN, as placas Raspberry Pi agora suportam o controlador USB e outras melhorias no Arm;
  • Suporte para duas CPUs Loongson 3A enquanto melhora o desempenho MIPS em geral com QEMU 5.1;
  • A capacidade de selecionar POWER10 como um tipo de máquina na frente do IBM PowerPC. As instruções SCV e RFSCV também são suportadas na frente do POWER com esta atualização;
  • Suporte para a arquitetura de CPU AVR e algumas placas, como alguns dispositivos Arduino;
  • Uma ampla variedade de melhorias RISC-V, incluindo suporte para o SiFive E34, CPU Ibex, HiFive1 Rev B, OpenTitan e uma variedade de adições arquitetônicas RISC-V;
  • Suporte para virtualização protegida e extensão segura no IBM s390- com z16 ou Linux One III e usando Linux 5.7+ com KVM;
  • Suporte de aceleração HVF aprimorado no Apple macOS;
  • Várias melhorias de criptografia;
  • Suporte para compressão Zstd para imagens QCOW2 ao usar compress_type = zstd como opção de criação.

QEMU 5.1 traz muitas melhorias. Veja onde baixar

Então, para mais detalhes sobre o QEMU 5.1 que foi lançado durante a noite via QEMU.org. Assim, para fazer o download, acesse este link. Lá você encontrará a nova versão e também outras mais antigas para serem baixadas, se for o caso. Do mesmo modo, nesta página, você encontrará o changelog completo sobre a mais nova versão do QEMU, com todos os detalhes sobre implementações e remoções que foram feitas.