in

Red Hat Enterprise Linux lidera uso do sistema operacional no mercado, segundo IDC

De acordo com o relatório Worldwide Server Operating Environments Market Shares 2018, as subscrições à solução da Red Hat cresceram mais de 14% no último ano, representando mais de 33% do total dos ambientes de sistemas operacionais empresariais pagos

Red Hat Enterprise Linux 8.2 entra na versão beta

A Red Hat, Inc. (NYSE: RHT), líder global em soluções open source, continua se destacando como catalisodora para o movimento de inovação. Recente levantamento realizado pela IDC, uma das maiores consultorias de tecnologia do mundo, mostra que a Red Hat é a principal escolha para Linux pago no mercado global de ambientes operacionais de servidores. De acordo com o relatório Worldwide Server Operating Environments Market Shares 2018, o Red Hat Enterprise Linux (RHEL) é escolhido frequentemente por empresas que querem construir uma base estável, confiável e mais segura para aplicações de missão crítica.

No último ano, as subscrições à solução da Red Hat cresceram mais de 14%, representando cerca de 33% do total dos ambientes de sistemas operacionais empresariais pagos. Este resultado vai ao encontro de uma pesquisa da IDC, realizada no início deste ano, que mostra que o RHEL deve contribuir para injetar mais de US$ 10 trilhões em receitas corporativas globais em 2019, impulsionando quase 5% da economia como uma base tecnológica intersetorial. Nos casos em que o RHEL é implantado para dar apoio às atividades corporativas, os usuários devem ver benefícios econômicos de mais de US$ 1 trilhão por ano até 2023, tanto em razão do aumento de receitas quanto em virtude da redução de despesas.

“Com o lançamento do Red Hat Enterprise Linux 8 em maio deste ano, nós apresentamos um sistema operacional redesenhado para a era da cloud híbrida e construído para dar suporte a cargas de trabalho operando em qualquer ambiente. O RHEL 8 sumariza toda vasta experiência que adquirimos com os nossos clientes durantes anos. Esta inteligência e conhecimento estão embutidos nas assinaturas do Red Hat Enterprise Linux por padrão por meio do Red Hat Insights, entregando o conhecimento da Red Hat sobre o Linux como um serviço”, afirma Gilson Magalhães, country manager da Red Hat Brasil.

O relatório do IDC destaca ainda que o Linux teve uma taxa de crescimento média de dois dígitos entre 2013-2018, enquanto outros sistemas operacionais, incluindo UNIX e Windows, recuaram. Os dados mostram que, assim como a Red Hat vem defendendo no mercado há anos, o Linux é a base para a inovação da TI moderna. De acordo com o estudo, todos os tipos de Linux, pagos e não pagos, continuaram a dominar implantações de servidores empresariais em 2018. No último ano, as subscrições pagas ao sistema corresponderam a mais de 51% das implantações de servidores operacionais comerciais realizadas no mundo todo.

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

Qual é a diferença entre gootkit, bootkit e rootkit?

Qual é a diferença entre gootkit, bootkit e rootkit?

IBM desenvolve sistema de previsão do tempo mais preciso do mundo