in

Rússia se desconecta e já tem internet própria

A RuNet passou nos testes realizados na última segunda-feira.

Rússia se desconecta e já tem internet própria

Não ficou só na promessa. O presidente russo Vladimir Putin levou em frente a ousada proposta de desconectar todo o país da internet que normalmente é usada. Desde a última segunda-feira, o governo da Rússia anunciou que o país foi desconectado com sucesso da Internet global em uma tentativa de testar a sua própria infraestrutura.

Como informamos nossos usuários no passado, a Rússia está trabalhando em sua Internet própria. Em uma série de testes realizados na semana passada, o país se conectou com êxito sem exigir acesso ao sistema DNS global e ao que chamamos de Internet.

Rússia se desconecta e já tem internet própria

Os testes envolveram agências governamentais e empresas locais de provedores de internet. A rede doméstica chamada RuNet foi bem-sucedida, pois o tráfego da Internet foi redirecionado internamente para ela.

Agora, o RuNet é a maior intranet do mundo.

Rússia se desconecta e já tem internet própria

De acordo com Alexei Sokolov, vice-chefe do Ministério do Desenvolvimento Digital, Comunicações e Meios de Comunicação de Massa:

Em geral, tanto as autoridades quanto as operadoras de telecomunicações estão prontas para responder efetivamente a possíveis riscos e ameaças e garantir o funcionamento da Internet e a rede de telecomunicações unificada na Rússia.

Os oficiais não revelaram detalhes específicos sobre os riscos técnicos envolvidos nos testes. Várias agências de notícias russas relataram que, em uma série de testes, vários cenários de desconexão foram testados para garantir que a intranet seja capaz de se sustentar sem internet externa. Um dos testes envolveu uma situação em que a Rússia enfrenta um ataque cibernético de um país estrangeiro.

A Rússia está se movendo em direção à sua tecnologia doméstica. No início deste mês, o governo russo anunciou seus planos de criar sua própria Wikipedia e investirá US $ 31 milhões para isto. Em novembro, a Rússia aprovou uma lei que proibirá a venda de smartphones sem o software russo pré-instalado.

Fonte: Fossbytes