in

Scientific Linux será descontinuado

O Scientific Linux 6/7 permanecerá suportado, mas a distribuição deixará de existir.

Uma notícia ruim para usuários de Linux, especialmente aqueles que usam a versão Red Hat. O Scientific Linux será descontinuado. O anúncio foi feito por seus mantenedores. A distro era voltada para aqueles que querem uma versão gratuita suportada pela comunidade no Red Hat Enterprise Linux. Assim, a única opção existente será agora o CentOS. O Scientific Linux que foi mantido pelo Fermilab, CERN e outros laboratórios de pesquisa. No entanto, esses laboratórios irão adotar o CentOS 8. Assim, eles não estarão desenvolvendo uma nova versão do Scientific Linux baseada no próximo RHEL8. Contudo, o Scientific Linux 6/7 permanecerão suportados.

O anúncio do fim

 

O Scientific Linux agora foi efetivamente aposentado para sempre. O Fermilab e outras partes envolvidas continuarão apoiando o Scientific Linux 6 e o Scientific Linux 7 baseados no RHEL6 e no RHEL7, respectivamente. Porém eles mesmos estão migrando para o CentOS.

Eles anunciaram a decisão no Scientific Linux Announce que, em cooperação com o CERN e outros laboratórios, estará trabalhando no CentOS upstream, em vez de desenvolver o Scientific Linux 8.

O Fermilab está focado no DUNE e outras futuras colaborações. Uma parte disso busca unificar nossa plataforma de computação com laboratórios e instituições colaboradoras. Para esse fim, implantaremos o CentOS 8 em nossa computação científica ambientes, em vez de desenvolver o Scientific Linux 8. colaborar com o CERN e outros laboratórios para ajudar a tornar o CentOS ainda melhor plataforma para computação física de alta energia. O Fermilab continuará a suportar o Scientific Linux 6 e 7 através do restante de seus respectivos ciclos de vida. Obrigado a todos que têm contribuiu para o Scientific Linux e quem continua a fazê-lo, diz o anúncio oficial.

Histórico

O Scientific Linux existia desde 2004 com a versão 3.0.1, baseada nas fontes da Red Hat da época. Isso não é muito surpreendente, já que o CERN já migrou do Scientific Linux para o CentOS nos últimos anos. Então, o Fermilab continuou como seu principal patrocinador.

A distro Scientific Linux também continuou tendo atrasos significativos antes de fazer novos lançamentos baseados no RHEL mais atual.