in

SUSE busca auxiliar clientes rumo à transformação digital

Recursos híbridos e multi-cloud da SUSE, além de inovações na entrega de aplicativos, permitem que empresas apoiem seus clientes a qualquer momento e em qualquer local

YaST do openSUSE agora suporta configurações Btrfs de vários dispositivos

À medida que os clientes enterprise vão além do data center definido por software para também adotar computação de ponta e em nuvem, a SUSE® evolui junto do mercado, entregando novos recursos híbridos emulti-cloud, além de inovações na entrega de aplicativos que ajudam os clientes a transformar suas infraestruturas digitais à sua maneira, com a rapidez que precisam.

Como nossos clientes têm uma necessidade crescente de soluções de computação que abrangem todo o data center até a nuvem, a SUSE deve ser capaz de implantar e gerenciar facilmente esses modelos de computação, livre de limites tecnológicos, afirma Thomas Di Giacomo, presidente de Engenharia, Produto e Inovação da SUSE.

A SUSE entregou com sucesso o Linux de nível enterprise por mais de 25 anos, e é natural que tenhamos expandido para cobrir toda a gama de necessidades dos clientes, tanto para a infraestrutura definida por software quanto para a entrega de aplicativos. Somos motivados a permitir que as empresas inovem e executem sua própria transformação digital quando, onde e como elas precisam, para que elas atendem aos requisitos de seus próprios clientes, complementa.

A SUSE trabalha com parceiros e comunidades para fornecer e apoiar as soluções de entrega de aplicativos e em nuvem que permitem aos clientes criar, implantar e gerenciar aplicativos e workloads em qualquer local – on premise, híbrida e multi-cloud – por meio de tecnologias de container open source.

SUSE Cloud Application Platform 1.4

SUSE Cloud Application Platform 1.4 estará disponível a partir deste mês e é a primeira distribuição de software a introduzir um Cloud Foundry Application Runtime em uma arquitetura totalmente nativa de Kubernetes, por meio do Projeto Eirini. A nova verão também aumenta as opções para implantar a plataforma em ambientes com multi-cloud. Esta versão mais recente do SUSE Cloud Application Platform:

  • Introduz uma arquitetura Cloud Foundry nativa 100% de Kubernetes com o Projeto Eirini. O Eirini permite que os usuários aproveitem mais o orquestrador de container amplamente adotado de Kubernetes e aprofunde a integração de Kubernetes e Cloud Foundry. Ele também permite que os clientes usem o Kubernetes ou o Cloud Foundry Diego para a orquestração de containers. Seja qual for a aplicação, a experiência do desenvolvedor é a mesma;
  • Aumenta a flexibilidade em multi-cloud com novo suporte para o Google Kubernetes Engine (GKE), o serviço Kubernetes gerenciado pelo Google. Esse suporte expandido para ambientes multi-cloud estende as opções dos clientes para usar a plataforma em nuvens públicas (Amazon EKA, Azure AKS ou GKE), on-premise com o SUSE Caas Platform ou como uma combinação demulti-cloud.

Fornecedor de Serviço Kubernetes Certificado

Para fornecer suporte e serviços excepcionais às empresas que usam as soluções de entrega de aplicações do SUSE Cloud Application Platform e SUSE Caas Platform, a SUSE agora é uma provedora de serviços certificada por Kubernentes. O programa KCSP é uma camada pré-qualificada de provedores de serviços verificados que têm uma profunda experiência em ajudar empresas a adotar Kubernetes com sucesso.

SUSE OpenStack Cloud 9

A mais recente plataforma OpenStack Cloud da SUSE estará disponível neste mês como SUSE OpenStack Cloud 9. É a primeira versão a integrar o melhor da tecnologia SUSE OpenStack Cloud e HPE OpenStack em uma única versão da marca. Baseado no OpenStack Rocky, o SUSE OpenStack Cloud ajuda os clientes a:

  • Melhorar a agilidade dos negócios por meio de operações simplificadas de pós-implantação na nuvem, usando a nova interface do usuário do Cloud Lifecycle Manager;
  • Transitar sem interrupções para o SUSE OpenStack Cloud a partir do HPE Helion OpenStack, proporcionando a eles uma nuvem privada pronta para produção, madura, estável e robusta;
  • Simplificar a transição de workloads tradicionais por meio de suporte aprimorado para o OpenStack Ironic, oferecendo a capacidade de personalizar servidores bare metal para desempenho de workload específica e necessidades de casos de uso.

A Supermicro faz parceria com a SUSE há mais de dois anos e está envolvida de perto no teste desta última versão do SUSE OpenStack Cloud. A experiência e o histórico da SUSE no OpenStack são inegáveis e, quando combinados com o portfólio de hardware da Supermicro, fornecem a solução ideal para inovação, além de ajudar a reduzir custos. Juntos, possibilitarão uma nuvem privada madura, estável e robusta, pronta para produção baseada em tecnologias verdadeiramente open source, apoiada pelas organizações de suporte de nível mundial da SUSE e da Supermicro, detalha Raju Penumatcha, vice-presidente sênior e diretor de produtos da Supermicro.

No SUSECON, conferência global open source nos Estados Unidos, a SUSE apresentou seu investimento em colaboração e escolha por parceiros, clientes e membros da comunidade, pois a empresa redefiniu o termo “open” para ser mais do que “apenas open source”.

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

Linuxfx LTS 9.4

Lançado o Linuxfx LTS 9.4, uma distro Linux brasileira!

Equipe Anti-Assédio do Debian continua trabalhos em 2019

Sam Hartman é o mais novo Líder de Projeto Debian