in

Tecnologia residencial inteligente pode ajudar a despejar inquilinos!

Uma empresa de vigilância diz que será mais fácil despejar inquilinos com o uso de tecnologia residencial inteligente!

tecnologia-residencial-inteligente-pode-ajudar-a-despejar-inquilinos

A Tecnologia residencial inteligente já esta batendo a nossa porta. Hoje em dia, não é tão difícil encontrar fechaduras digitais, com ou sem reconhecimento facial e tantos outros recursos. No entanto, uma empresa de vigilância disse que será mais fácil despejar inquilinos utilizando essas novas tecnologias.

A empresa é a Teman GateGuard, ela é sediada em Nova York. A Teman é conhecida por suas tecnologia de intercomunicação extremamente inteligente e eficaz. E agora, a empresa quer lançar um novo serviço tecnológico a fim de facilitar as regulamentações em torno dos alugueis.

Dito isso, a empresa quer facilitar a gestão dos imóveis alugado na cidade, e evitar as famosas e recorrentes sublocações. A sublocação não é ilegal, no entanto, existem contratos que não permitem esse tipo de prática, logo se torna ilegal perante as leis e normativas contratuais.

Ao mesmo tempo, alguns especialistas no assunto alertam que caso a ideia venha a ser implementada, os locatários terão que inserir uma cláusula sobre essa possível vigilância e as suas consequência. Afinal de contas, a moradia deve fornecer ao indivíduo total privacidade sem prejuízo de violação.

Ao mesmo tempo, Albert Fox Cahn, da Surveillance Technology Overight Project, acredita que isso é retroceder, e chama essa oferta de vigilância extrema como predatória. Eles tem que a tecnologia vão dar ao proprietário um poder imensamente alarmante, e ao mesmo tempo, abrir possibilidades de assedio aos inquilinos.

E por incrível que pareça, a adoção a nova tecnologia residencial para despejar inquilinos, mesmo sem regulamentação, já está sendo bem vista pelos proprietários de imóveis. No Brooklyn, inquilinos de um aparamento alugado e devidamente regulamentado, estão em guerra com o proprietário para evitar a instalação de sistemas de reconhecimento facial.

Em Manhattan também há relatos de mesma instância, e neste caso foram as trocas das chaves físicas por digitais, o proprietário havia instalado fechaduras inteligentes. E assim, o inquilinos ingressaram nos tribunais com um processo.

Diante disso, alguns inquilinos pensam na hipótese no livre acesso do proprietário quando estes não estiverem em suas casas, afinal de contas, nenhum deles terá acesso aos relatórios de entrada ou saída do apartamento alugado, somente o dono.

Neste momento, a situação ainda é totalmente instável e tem preocupado a população que precisa alugar estes imóveis. No Brasil, o uso de sistema semelhante e para mesma finalidade ainda não é conhecido. Mas, isso pode mudar muito em breve, com as legislações e novas tecnologias.

Com informações da CNET

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.