in

The Document Foundation diz que empresas prejudicam desenvolvimento do LibreOffice

Por isso, a Fundação pediu que as empresas fiquem fora do LibreOffice Community.

The Document Foundation diz que empresas prejudicam desenvolvimento do LibreOffice

Deu ruim para as empresas que querem economizar com o pacote de suíte de escritório. É que a The Document Foundation diz que empresas prejudicam desenvolvimento do LibreOffice de código aberto e pede que elas não usem a edição Community do programa.

O recado está no lançamento do LibreOffice 7.1 Community, a alternativa gratuita e de código aberto ao pacote de escritório da Microsoft para Windows, macOS e Linux. Isso foi no começo desta semana, conforme você pode acompanhar aqui em detalhes. O LibreOffice Community é uma opção para aqueles que não querem usar um serviço de nuvem baseado em assinatura como o Office 365 ou para aqueles que preferem ficar longe do pacote de escritório do Google. 

A edição do LibreOffice 7.1 Community traz atualizações para o Writer para documentos, Calc para planilhas, Impress para apresentações e o editor gráfico Draw. Também há melhorias de interoperabilidade com arquivos do Microsoft Word, Excel e PowerPoint. 

The Document Foundation diz que empresas prejudicam desenvolvimento do LibreOffice

No entanto, a Document Foundation (TDF) também tem algumas reclamações sobre empresas que estão optando por usar a versão Community. A TDF enfatizou que o LibreOffice 7.1 “Community” se destina a indivíduos e isso significa especificamente não organizações empresariais. 

Porém, de acordo com a TDF, há uma tendência crescente entre as empresas de escolher a versão Community, em vez de uma das versões pagas fornecidas pelos parceiros da TDF, como Collabora, e parceiros de suporte, como Red Hat. 

A fundação está preocupada com a falta de apoio empresarial. Então, isso poderia ameaçar a sustentabilidade do projeto LibreOffice porque está retardando o desenvolvimento. 

Versão empresarial

A TDF está incentivando as empresas a adotar o LibreOffice Enterprise de parceiros que oferecem opções de suporte de longo prazo, assistência profissional, recursos personalizados e acordos de nível de serviço. 

“Apesar dessa recomendação, um número crescente de empresas escolheu a versão com suporte de voluntários em vez da versão otimizada para suas necessidades”, disse a TDF em uma postagem de blog

Isso teve uma dupla consequência negativa para o projeto: um uso inadequado do tempo dos voluntários, visto que eles gastam seu tempo para resolver problemas para negócios que não fornecem nada em troca para a comunidade, e uma perda líquida para as empresas do ecossistema.

A TDF destaca que 73% dos commits são de desenvolvedores empregados por esses parceiros, incluindo Collabora, Red Hat e CIB/allotropia, que são feitos para dar suporte a seus clientes empresariais. 

Ao usar o selo Community, destacamos a importância dos clientes corporativos contribuírem para nossa missão, de acordo com sua capacidade, e agradecemos seu apoio.

A versão 7.1 contém vários novos diálogos, incluindo um para selecionar a interface do usuário (IU). O LibreOffice tem sete opções de sabores. Também existe uma nova caixa de diálogo de um clique para obter extensões da web.  

uipicker.png

O LibreOffice 7.1 também apresenta várias alterações de design nos ícones da barra de ferramentas que foram feitas para melhorar a consistência. Existem novos ícones para mudanças de trilha, navegador, um novo controle deslizante de zoom no Writer e muito mais.    

Fedora cria novo spin Kinoite com estreia prevista para o Fedora 35

Fedora 34 terá o FreeType habilitado para HarfBuzz

Servidores Plex Media são vítimas de ataques DDoS

Servidores Plex Media são vítimas de ataques DDoS