in

Twitter remove mais de 30.000 contas espalhando propaganda chinesa, russa e turca

A esmagadora maioria delas veio da China.

Twitter testa traduções automáticas no Brasil
Alguns usuários do Twitter no Brasil podem estar vendo uma linha do tempo puramente em português, mesmo que estejam seguindo contas que tuitam em outros idiomas. Imagem: James Martin | CNET.

O Twitter disse que foram removidas 23.750 contas que faziam parte de uma rede de propaganda na China. A maioria desses tweets era no idioma chinês, espalhando propaganda do Partido Comunista da China e narrativas enganosas sobre a política em Hong Kong.

Além dessas contas, havia outras 150.000 contas “amplificadoras” usadas para espalhar o conteúdo para mais usuários. O Twitter disse que não as removeu porque elas tinham poucos ou nenhum seguidores.

O Twitter acredita que as contas excluídas estavam conectadas a 936 contas banidas em agosto de 2019 por tentar semear discórdia política em Hong Kong (contas que usaram cerca de 200.000 contas amplificadoras).

Twitter remove mais de 30.000 contas espalhando propaganda chinesa, russa e turca

O Twitter removeu 32.242 contas que foram descobertas como operações vinculadas ao estado. A esmagadora maioria delas veio da China, embora contas da Rússia e da Turquia também tenham sido banidas.

A Rússia, que não é estranha a esse tipo de tática, estava ligada a 1.152 contas proibidas associadas ao Current Policy, um meio de mídia apoiado pelo estado que gosta de promover o partido Rússia Unida e atacar dissidentes políticos. Eles também visavam usuários locais de língua russa.

Twitter remove mais de 30.000 contas espalhando propaganda chinesa, russa e turca
O Twitter removeu 32.242 contas que foram descobertas como operações vinculadas ao estado. A esmagadora maioria delas veio da China.

Além disso, foram removidas 7.340 contas de usuários na Turquia. Elas foram usadas para espalhar mensagens de apoio ao AK Parti (acredita-se que elas eram operadas pela ala jovem do partido político) e expressar opiniões favoráveis ao presidente Erdogan.

O Twitter afirmou que continuará trabalhando na remoção de “atores de má fé” de sua plataforma, enquanto promove o entendimento do público sobre esses tópicos.

Fonte: Tech Spot

Leia mais:

Novo recurso do Twitter solicitará que você leia os artigos antes de compartilhá-los

Twitter rotula os tweets de Trump como ‘potencialmente enganosos’ pela primeira vez