in

Uma única província na China controla 54% da taxa de hash do Bitcoin

Além disso, 73% da eletricidade usada para minerar Bitcoin vem de energia renovável.

Hacker de 18 anos rouba criptomoedas no valor de US$ 50 milhões em golpe
Os federais descobriram que a maioria das vítimas participava de uma conferência anual de criptomoedas e blockchain em Nova York apelidada de Consensus. Imagem: Reprodução | Fossbytes.

Mineradores de Bitcoin na China possuem dois terços da capacidade de processamento da rede (taxa de hash). Além disso, mais da metade é controlada por uma única província.

Dessa forma, esse número marca o mais alto registrado pela empresa de ativos digitais CoinShares desde que começou a rastrear a taxa de hash do Bitcoin quase dois anos atrás.

Uma única província na China controla 54% da taxa de hash do Bitcoin
Imagem: Reprodução | The Next Web.

De acordo com os dados compartilhados pela CoinShares, os mineradores de Bitcoin em Sichuan, na China, são responsáveis por 54% da taxa global de hash.

Nota: Taxa de hash (hash rate, em inglês) é o nível de atividade de mineração na rede do Bitcoin.

A CoinShares disse:

Dos 35% restantes dos mineradores [globais], estimamos que 31% da produção global [da taxa de hash] seja dividida igualmente entre Washington, Nova York, British Columbia, Alberta, Quebec, Terra Nova e Labrador, Islândia, Noruega, Suécia, o Distrito Federal Siberiano da Rússia, Cazaquistão, Geórgia e Irã.

A esmagadora maioria da energia usada no Bitcoin é renovável

Boa parte da eletricidade obtida pelos mineradores de Bitcoin é declaradamente de energia renovável. De fato, a CoinShares estima que 73% da eletricidade usada pelos mineradores de Bitcoin do mundo é renovável. Se for verdade, é provável que isso irrite os críticos que defendem continuamente que o Bitcoin é ruim para o meio ambiente.

A CoinShares concluiu:

No geral, nossas descobertas reafirmam nossa visão de que a mineração de Bitcoin está atuando como um comprador global de eletricidade de última instância e, portanto, tende a se agrupar em torno de uma infraestrutura de fontes renováveis comparativamente subutilizadas.

Isso poderia ajudar a tornar rentáveis os projetos de energias renováveis e com o tempo — à medida que o setor amadurece e se instala como permanente aos olhos do público — pode atuar como um impulsionador de novos desenvolvimentos de energias renováveis em locais que antes eram inviáveis economicamente.

A China e o hash rate do Bitcoin

No ano passado, a taxa de hash do Bitcoin aumentou dramaticamente, quebrando recordes regularmente. A CoinShares observou que isso provavelmente se deve a chips de mineração mais poderosos lançados por empresas chinesas como a Bitmain.

Embora somente uma única província na China controle 54% da taxa de hash do Bitcoin, a CoinShares espera que a taxa seja distribuída de maneira mais uniforme em todo o mundo, à medida que esses chips de mineração sejam mais exportados pela China.

Fonte: The Next Web

Leia também:

Faz 11 anos que Satoshi Nakamoto lançou o Bitcoin

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

WhatsApp agora tem mais de 2 bilhões de usuários

WhatsApp processará empresas por abusar de mensagens em massa

minepeon-distribuicao-linux-para-mineracao-de-bitcoin-para-raspberry-pi

MinePeon: distribuição Linux para mineração de Bitcoin em Raspberry Pi!