in

Valve proíbe negociação de chave do CS:GO

Esta decisão é para impedir ‘redes de fraude em todo o mundo’, segundo a Valve.

Valve proíbe negociação de chave do CS:GO

A Valve proíbe que os jogadores de CS:GO (Counter-Strike: Global Offensive) façam negociação de chave de contêiner. O desenvolvedor anunciou a alteração em um post publicado na segunda-feira.

As chaves de contêineres do CS:GO agora estão vinculadas à conta de compra, disse a Valve, para que não possam ser vendidas no mercado da comunidade Steam ou comercializadas com outras pessoas.

A Valve disse que está fazendo essa alteração para conter as “redes de fraudes mundiais” que estão usando as chaves do CS:GO para “liquidar seus ganhos“.

Nesse ponto, acredita-se que quase todas as compras importantes que acabam sendo negociadas ou vendidas no mercado sejam originárias de fraudes, afirmou a Valve. Como resultado, decidimos que as chaves recém-adquiridas não serão negociáveis ou comercializáveis, completa.

A Valve proíbe negociação de chave do CS:GO, mas a controvérsia é antiga

Valve proíbe negociação de chave do CS:GO

Então, as chaves de contêineres CS:GO “pré-existentes” já compradas não são afetadas e ainda podem ser vendidas ou comercializadas.

A Valve disse que a maioria dos jogadores não será afetada pelas principais mudanças.

Os jogadores do subreddit comercial do CS:GO também não parecem preocupados, observando que ainda existem muitas chaves negociáveis disponíveis – e outras coisas para negociar também, como Arcanas no Dota 2.

Em 2018, a Valve fez ajustes nas negociações, implementando uma recarga de negociação de sete dias que suspendeu todas as transações como uma maneira de interromper serviços de terceiros que

usam contas automatizadas do Steam para imitar jogadores e garantir a funcionalidade de negociação do Steam (para fins de fraude).

Tudo isso ocorre após uma grande controvérsia em 2016 com as skins do CS:GO usadas em esquemas de jogo em sites de terceiros.

Um jogador do CS:GO entrou com uma ação contra a Valve por sua cumplicidade em relação ao “mercado ilegal de jogos de azar online”.

Posteriormente, a Valve começou a reprimir sites de jogos de azar, emitindo avisos de cessação e desistência em sites que usam o sistema de negociação da Steam.

Em outubro de 2016, a Comissão de Jogo do Estado de Washington exigiu que a Valve cessasse imediatamente as operações de comércio de skins no CS:GO.

Contudo, um processo separado foi aberto em abril de 2019 pela Quinault Tribal Nation, de Washington, que acusou a Valve de “conduta comercial antiética, opressiva e inescrupulosa” por seu papel no jogo online.

Via: Polygon

Escrito por Fabiano Rodrigues

Usuário de Linux desde o Kurumin; servidor público, tecnólogo em análise e desenvolvimento de sistemas, amante de software livre e de código aberto; apaixonado por jogos, louco por rock e heavy metal, filmes e seriados.

GitLab desiste de rastrear usuários

GitLab desiste de rastrear usuários

Diretora garante que GitHub não discrimina desenvolvedores

Diretora garante que GitHub não discrimina desenvolvedores