in

Vazamento do Huawei Mate 40 Pro revela Kirin 9000 de 5 nm e tela curva

O telefone apresentará um módulo de câmera circular.

A Huawei está pronta para lançar a série Mate 40: a empresa confirmou o evento para o dia 22 de outubro, onde está previsto o lançamento de dois novos smartphones: o Mate 40 e o Mate 40 Pro.

Um novo vazamento revelou alguns dos principais aspectos do modelo Pro, incluindo o design geral, tela, câmera, novo chip e muito mais.

Huawei Mate 40 Pro

O Mate 40 Pro contará com um display OLED de 6,76 polegadas com uma resolução de 2772 x 1344. O display será curvo nas laterais e terá um recorte em forma de pílula para acomodar as câmeras frontais.

Vazamento do Huawei Mate 40 Pro revela Kirin 9000 de 5 nm e tela curva
A Huawei está pronta para lançar a série Mate 40; a empresa confirmou o evento para o dia 22 de outubro. Imagem: WinFuture.

O telefone apresentará um módulo de câmera circular que se assemelha ao layout do botão do iPod Shuffle com a marca Leica visível no meio.

O Mate 40 Pro terá um chip Kirin 9000 octa-core, com 3 núcleos ARM Cortex-A77 com clock de 2,54 GHz, 1 núcleo ARM Cortex-A77 com 3,13 GHz e 4 núcleos ARM Cortex-A55 rodando a 2,04 GHz. A GPU Mali G78 irá lidar com o lado gráfico das coisas. Além disso, o chipset será construído no processo de 5 nm da TSMC e virá com um modem 5G integrado.

O telefone será oferecido em apenas uma variante de memória: 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento flash UFS 3.1. Chegando às câmeras, o Mate 40 Pro está equipado com um sensor primário de 50 MP, um sensor de ultra-grande angular de 20 MP e um sensor telefoto de 12 MP. Enquanto isso, haverá uma câmera selfie de 13 MP e um sensor 3D na frente.

Por fim, o Mate 40 Pro terá uma bateria de 4.400 mAh com suporte para carregador rápido de 65 W, Bluetooth 5.2, Wi-Fi 6, suporte para carregamento sem fio; e virá rodando o EMUI 11 baseado em Android 10. Além disso, os detalhes exatos de preço e disponibilidade permanecem desconhecidos por enquanto.

Fonte: XDA Developers

Coreia do Sul rejeita pressão dos EUA para banir 5G da Huawei