in

VMware pode ter violado licença do Linux!

A VMware pode ter combinado o seu próprio código com parte do código do Linux.

Uma ação foi aberta no tribunal distrital de Hamburgo, na Alemanha pelo desenvolvedor do kernel Linux, Christopher Helwig, com o financiamento da Organização sem fins lucrativos Software Freedom Conservancy, que trabalha para “promover, melhorar, desenvolver e defender” o software livre e de código aberto.
A VMware pode ter combinado o seu próprio código vmkernel com parte do código do Linux, que foi licenciado apenas sob a GPLv2, todas as acusações foram negadas no processo.
Christopher Helwig é o mantenedor de armazenamento Linux SCSI, e um dos 10 maiores contribuintes para o kernel Linux. Ele tem vindo a perseguir à VMware sobre a questão por um ano. VMware usa uma parte do kernel 2.4 com uma grande bolha binário, dando um trabalho derivado do kernel do Linux que não é legalmente redistribuído.
Christopher descobriu o uso indevido de licença em 2011, e tentou negociar com a VMware para buscar o cumprimento GPL em 2012 e 2013 para oferecer o código-fonte para o arquivo ferramenta BusyBox Unix em seus produtos ESXi.
A FSF emitiu um comunicado em apoio a Hellwig e o Software Freedom Conservancy, que sustenta que, embora processos judiciais são um último recurso. Neste caso, as ações da VMware terem violado o espírito de distribuição de software livre. Segundo Sullivan, a FSF espera os resultados de processos judiciais para VMware concordar em liberar o código como software livre para beneficiar os usuários, desenvolvedores e empresas que concordaram sob a GPL para compartilhar o código em primeiro lugar.

 

Written by Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

Ex-gerente da Canonical diz que acusações de Stallman são infantis!

Usa Wi-Fi? Dá uma olhada aqui…