Winamp voltará totalmente reformulado

O lendário aplicativo de músicas Winamp voltará totalmente reformulado em 2019. De acordo com o site Techcrunch,  o reprodutor de mídia Winamp está sendo reinventado como um aplicativo de áudio móvel. Independente de plataforma, ele reunirá toda música, podcasts e serviços de streaming em um único local.

É um relançamento ambicioso.  Alexandre Saboundjian, CEO da Radionomy, uma empresa que adquiriu o Winamp em 2014, o novo app “contará com o legado do Winamp, mas com uma experiência de audição mais completa.” O aplicativo original ainda funciona devido ao trabalho de uma comunidade ativa.

Tocador preferido

Para quem não se lembra: o Winamp foi o tocador de MP3 preferido na virada do século. Porém, passou por um período difícil durante a propriedade da Aol (antiga empresa controladora) e não conseguiu conter a preferência pelo iTunes nem o ataque de serviços de streaming. O aplicativo original foi atualizado pela última vez em 2013.

“Você pode ouvir os MP3s que tem em casa, mas também na nuvem, podcasts, streaming de estações de rádio, até uma playlist que você talvez tenha desenvolvendo. As pessoas querem uma única experiência. Eu acho que o Winamp é o player perfeito para trazer isso para todo mundo. E queremos que as pessoas o tenham em todos os dispositivos.”

Atualização depois de anos

Após anos de rumores, uma atualização para o player de desktop vazou no mês passado, trazendo-o da versão 5.666 para 5.8. Foi uma surpresa agradável para os usuários que haviam encontrado problemas de compatibilidade com o Windows 10. O release oficial do 5.8 não divulgado deve sair esta semana (o dia 18, para ser preciso), e não será substancialmente diferente daquele que usamos há anos ou o que vazou. Apenas resolução de bug e correções de compatibilidade. O Winamp 6 deve sair em 2019.

“O que eu vejo hoje é que você tem que pular de um player para outro se você quiser ouvir uma estação de rádio, um podcast player se quiser ouvir um podcast – isso, para mim, não é experiência final”, explicou ele. É tudo áudio, e tudo é pesquisável de uma forma ou de outra. Então, por que não está tudo em um só lugar?”

A resposta pode estar em uma versão mobile para Android e IOS no ano que vem. Segundo Saboundjian, no desktop “a guerra acabou”, com vitória para serviços de streaming. Especulam-se acordos do Winamp Spotify, Google Music, Podcasts, Audible e assim por diante. É esperar para ver (ou ouvir).

Fonte

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Código de conduta do Linux pode ter nova alteração

Previous article

Discord lança nova loja de jogos em todo o mundo

Next article

You may also like

More in Notícias