in

Xiaomi processa governo dos EUA por lista negra

Xiaomi busca reversão de proibição de investimentos

xiaomi-confirma-lancamento-do-smartphone-mi-mix-4

A Xiaomi entrou com uma ação judicial contra os Departamentos de Defesa e Tesouro dos Estados Unidos. O processo da Xiaomi, é pela colocação do nome da empresa em lista negra, pelo governo dos Estados Unidos, dificultando investimentos na empresa.

Em um anúncio oficial assinado pelo presidente Lei Jun, a empresa observou que a decisão do governo dos EUA de considerá-la uma empresa ligada às forças militares comunistas chinesas, fato negado pela Xiaomi, logo em seguida.

A empresa implorou ao Tribunal Distrital de Columbia para declarar a decisão ilegal e revertê-la. No entanto, sem resposta, a empresa agora decidiu partir para uma ação judicial contra os EUA.

Além disso, o litígio segue a declaração anterior da Xiaomi em 15 de janeiro, em que afirmou que cumpre todas as leis e regulamentos relevantes. Dessa forma, não deveria se encontrar em tal lista negra.

Lista Negra em que a Xiaomi se encontra

Vale lembrar que a Xiaomi não foi adicionada à mesma lista negra que a empresa Huawei. A Huawei está fixada em uma lista de entidades dos EUA mais prejudicial, impedindo-o de fazer negócios com empresas americanas, por exemplo.

No entanto, se a Xiaomi for mantida na lista negra do país, a empresa perderá investidores. Ou seja, a lista exige que os investidores institucionais dos EUA desinvestissem suas participações na empresa até novembro. E isso é ruim para a gigante chinesa.

Como a decisão de inserir o nome da empresa chinesa na lista negra, foi de Donald Trump, além do processo, a Xiaomi também escreveu ao secretário de defesa nomeado pelo novo Presidente dos EUA, o senhor Lloyd Austin, e à secretária do Tesouro, Janet Yellen, dizendo que as restrições ao investimento causariam “danos imediatos e irreparáveis”.

A empresa vem tentando a reversão da decisão de Trump desde que soube que se encontrava na tal lista. No entanto, até agora não conseguiu nada. A decisão de Trump pode ser revogada pelo novo Presidente, Joe Biden. Todavia, não se sabe se é do interesse do novo Presidente.

Assim, parece que a empresa precisará aguardar mais um pouco para saber se tem melhor sorte com o governo Biden do que com o governo Trump. Certamente, a Xiaomi lutará até quando não existir mais recursos.

Com informações de: XDA-Developers

Escrito por Jardeson Márcio

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor substituto na mesma Instituição e assessora a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Meio Ambiente de sua cidade.
Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias.
Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

ExLight Linux promete um Debian Bullseye System puro com Desktop Enlightenment

ExLight Linux promete um Debian Bullseye System puro com Desktop Enlightenment

zte-pode-trazer-sensor-de-200mp-da-samsung

ZTE pode trazer sensor de 200MP da Samsung