Notícias

25/11/2021 às 15:00

5 min leitura

Avatar Autor
Por Jardeson Márcio

Apple processa empresa israelense por espionagem!

O processo foi movido contra empresa por trás do spyware Pegasus

Apple processa empresa israelense por espionagem!

Você já deve ter ouvido falar no spyware Pegasus, um programa de última geração, desenvolvido pela empresa israelense NSO Group. Pois é, a Apple está processando a NSO Group por espionagem aos usuários do iPhone.


O spyware Pegasus permite que governos e outras associações espionem pessoas influentes. O Beebom lembra, inclusive, que, no ano passado, o Facebook, apresentou provas sugerindo que o NSO Group hackeava o WhatsApp para jornalistas e ativistas espionar na Índia, por exemplo.

Agora, a Apple está processando a empresa israelense por espionar usuários do iPhone. O NSO Group esteve em várias campanhas de vigilância patrocinadas pelo estado, afirma o Beebom. A empresa tem supostamente usado seu programa de spyware Pegasus para espionar vários jornalistas, ativistas e até funcionários do governo por meio de vulnerabilidades de clique zero em smartphones.

Além disso, a empresa israelense foi incluída na Lista de Entidades dos EUA, a qual, empresas como a Huawei foram incluídas, dificultando a relação comercial no país e “atrapalhando” um pouco o “desenvolvimento” das mesmas.

NSO Group é processada por espionagem pela Apple

apple-processa-empresa-israelense-por-espionagem
Imagem: Mediakaaran

O Beebom aponta que, citando o fato de que o Grupo NSO tem seu spyware interno Pegasus para obter acesso a vários iPhones usando uma vulnerabilidade de zero clique agora corrigida, a Apple acaba de entrar com um processo contra a empresa.]

A Apple teria prometido fornecer novas informações sobre como o NSO Group se infiltrou em iPhones direcionados usando um exploit, que os pesquisadores chamam de ForcedEntry. A empresa afirma que está “buscando uma injunção permanente para proibir o Grupo NSO de usar qualquer software, serviço ou dispositivo da Apple”.

A gigante de Cupertino, por meio de seu vice-presidente sênior, Craig Federighi, disse ainda que “Atores patrocinados pelo Estado, como o Grupo NSO, gastam milhões de dólares em tecnologias sofisticadas de vigilância sem responsabilidade efetiva”.

Ele disse ainda que “Os dispositivos da Apple são o hardware de consumidor mais seguro do mercado – mas como empresas privadas que desenvolvem spyware patrocinado pelo estado se transformam ainda mais perigosas”.

Recentemente, a Apple também anunciou que começou a notificar o “pequeno número de usuários” iPhones usados ??para espionar através do exploit ForcedEntry. A empresa afirma que continuará a notificar outros usuários que tenham afetado pelo spyware Pegasus ou outros patrocinados pelo estado “de acordo com as práticas recomendadas da indústria”.

A empresa deve continuar notificando seus usuários sobre a espionagem que eles podem ter sofrido via spyware Pegasus.

Via: Beebom

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.