chrome-os-compativel-com-aplicativos-para-linux

Há algum tempo postamos aqui no SempreUPdate que o Chrome OS iria suportar aplicativos Linux no futuro, e não é que o futuro chegou, agora é oficial Chrome OS já é compatível com aplicações Linux. Segundo informações, não será necessário nenhum emulador ou nada parecido. Tudo o que o usuário vai precisar é ajustar algumas configurações e pronto, já poderá executar suas aplicações favoritas Linux dentro do Chrome OS.

E como o usuário vai conseguir executar, instalar aplicativos Linux no Chrome OS ?

Os desenvolvedores do Chrome OS demoraram um pouco para chegar nesta realidade, e tudo indica que dentro do Chrome OS haverá uma espécie de integração a uma máquina virtual que terá como base o Debian Stretch, que é a versão estável do projeto Debian. Antes imaginava-se que seria apenas um Shell e ponto, mas pelo visto o projeto vai muito além.

E quando falamos além, quer dizer que haverá suporte para os aplicativos gráficos, claro, compatíveis com o Debian Stretch, não há nenhuma outra informação de que outras distribuições GNU/Linux estará presente na mesma condição que o Debian em relação ao Chrome OS. Para os interessados, já esta disponível essa nova versão no Pixelbook, e não se preocupem haverão mais dispositivos compatíveis em breve.

O diretor de PM do Chrome OS Kan Liu disse que a empresa esta ciente de que as pessoas estavam usando o Crouton para fazer isso antes. Mas isso também significa acabar com todos os recursos de segurança que acompanham o sistema operacional do Google. E, à medida que as máquinas mais potentes do Chrome OS chegaram ao mercado nos últimos anos, a demanda por um recurso como esse também cresceu.

Para habilitar o suporte a aplicativos gráficos, a equipe optou por integrar o servidor de exibição Wayland; Do ponto de vista do usuário, a aparência real da janela será a mesma de qualquer outro aplicativo Android ou da web no Chrome OS.

A maioria dos usuários não se beneficiará necessariamente do suporte integrado ao Linux, mas isso tornará as máquinas do Chrome OS ainda mais atraentes para os desenvolvedores, especialmente as mais sofisticadas, como o próprio Pixelbook do Google. Liu enfatizou que sua equipe dedicou bastante trabalho à otimização da máquina virtual, então não há muita sobrecarga quando você executa aplicativos Linux, o que significa que máquinas menos poderosas vão conseguir lidar com um editor de código sem problemas.

Agora, provavelmente é apenas uma questão de horas até que alguém comece a executar aplicativos do Windows no Chrome OS com a ajuda do emulador do Wine, já que a mesma condição é uma realidade no cenário de sistemas GNU/Linux ao redor do mundo. Novidades devem surgir em breve, e claro você vai ficar atualizado.

Mageia 6 vai receber um grande pacote de atualizações

Previous article

Como mostrar a branch do Git no Bash

Next article

You may also like

Comments

Comments are closed.

More in Notícias